ADAO Open Day – Encontro de talentos criativos

Posted on

Recentemente fui ao ADAO Open Day no Barreiro. ADAO significa Associação Desenvolvimento Artes e Ofícios e organizou este Open Day no âmbito do Festival ETC – Encontro de Talentos Criativos.
O cenário foi um antigo quartel de bombeiros, abandonado, agora reclamado pela ADAO e transformado numa mostra de talentos inacreditáveis.

Em todas as salas deste quartel havia algo: uma exposição de pintura, um concerto, uma exposição de fotografia, entre muitas outras expressões artísticas.

O edifício em si tem partes que,

Descobertas de um fim de semana preenchido (ADAO + Festival DIY)

Posted on

Esta última semana que passou foi uma autêntica loucura a nível de eventos e actividades. Confesso, ainda hoje é segunda-feira e já estou cansada (cansaço da semana que passou), mas sei que valeu a pena e entro nesta semana cheia de coisas para vos contar, mostrar e apresentar.

Se durante a semana só tive dois dias (depois do trabalho) livres, durante o fim de semana não foi nem um.

12 dos meus locais favoritos em Lisboa durante o Outono-Inverno

Posted on

Recentemente, celebrei uma década a viver em Lisboa. Já são muitos anos a conhecer esta cidade que não começou por ser a minha, mas que – aos poucos – se vai tornando um bocadinho minha também. E é natural que, em tantos anos, tenha reunido uma lista de lugares favoritos para onde “escapo” consoante a estação do ano. Agora, no Outono e Inverno, procuro mais os interiores e menos as esplanadas (por razões óbvias)

Seja apenas para tomar um chá ao lanche ou para sair à noite e beber com copo com os amigos, esta é a minha lista de lugares favoritos em Lisboa abrigados da chuva e do frio. 🙂

Fábrica Abandonada em Valada (e a magia dos locais abandonados)

Posted on

Há algo que me atrai nos edifícios abandonados. Não sei bem se é o aspecto do abandono em si, se a cuirosidade pela história por detrás dele, se bem que nunca a descubro.
Quem segue este blog, é capaz de já ter visto fotos da minha visita ao Edifício Panorâmico do Monsanto, um dos edifícios abandonados mais conhecidos de Lisboa. E hoje venho partilhar novamente imagens de uma visita mais recente a outro local abandonado, desta vez, uma fábrica.

No dia 29 de Agosto, um dos dias do

Memórias de Verão no Porto: os mergulhos dos meninos da ponte D. Luís

Posted on

Diz-se que o Outono chegou esta semana, apesar de ainda não se fazer sentir. Às vezes, a mudança de estação dá-se primeiro em nós e, só depois, no ambiente. Acredito que sentimos a chegada do Outono quase ao mesmo tempo que as folhas que começam gradualmente a mudar de cor.
E com a chegada de uma estação mais fria, terminam certos rituais que se realizam tipicamente no verão.

É como caso dos “mergulhos dos meninos da ponte D. Luís”, como gosto de lhes chamar e que, este ano, testemunhei durante o meu passeio com a

Recantos do meu Porto: Parque de São Roque

Posted on

Não sei como e que é possível, mas só ouvi falar do Parque de São Roque recentemente. A minha rota de parques e jardins do Porto sempre incluiu locais como o Parque da Cidade, Serralves, Palácio de Cristal, entre outros, mas nunca o Parque de São Roque. Fui só eu a descobri-lo só agora?

Esta maravilha da cidade do Porto fica perto das Antas e era antes a Quinta da Lameira, adquirida à família Calem (sim, a das caves do Vinho do Porto) pela Câmara Municipal do Porto em 1979. Isto explica a existência de uma

An unforgettable dinner @ Hard Rock Cafe Lisboa

Posted on

O Hard Rock Cafe de Lisboa sempre me despertou uma imensa curiosidade e um enorme fascínio. Imaginava concertos inesquecíveis, comida deliciosa e uma atmosfera rock’n’roll absolutamente irresistível, mas só lá entrei muitos anos depois de ter vindo viver para Lisboa, uma vez que nos primeiros anos (enquanto estudante) não tinha propriamente orçamento para me dar ao luxo de lá jantar.

E mesmo assim, dessa primeira vez que entrei no Hard Rock Cafe, fui só mesmo ver um concerto e beber um cocktail, só mesmo porque estava muita gente.

Mas após o Bloggers Camp, tive finalmente a minha experiência Hard Rock Cafe como deve ser. Para quem não sabe

Reverence Valada 2015: apreciação geral e concertos favoritos

Posted on

Queria ter publicado este post logo no domingo, o primeiro dia depois do Reverence Valada 2015, mas sabia que se o tivesse feito, a cabeça ainda não estaria fria e as opiniões seriam moldadas pela frescura do evento. Desta forma, já com o festival temporalmente mais distanciado do presente (infelizmente), sinto que chegou a altura de fazer a apreciação geral da 2ª edição do Reverence, tal como no ano passado fiz da 1ª edição.

Para começar, posso dizer-vos que desta vez vivi

11º aniversário: passeio dos templários (Almourol, Dornes e Tomar)

Posted on

A tradição de irmos para fora quando fazemos anos de namoro já é antiga. A bem verdade, sempre foi assim, mas se nos primeiros tempos era porque já nos encontrávamos longe de casa de qualquer forma (nos três primeiros anos, em Paredes de Coura), nos tempos seguintes foi uma decisão pensada. Houve um aniversário que passámos em Lisboa, mas mesmo assim ficámos a dormir num hotel. Assim parece sempre que estamos longe de casa. 🙂
Adoro esta nossa tradição e quero que a cultivemos durante anos e anos vindouros.

Como vos mostrei aqui, no ano passado fomos a Marvão. Este ano, ele fez-me novamente surpresa, recusando durante semanas revelar para onde íamos. Também parece que já faz parte da tradição ele dar-me baile até ao momento

Reverence Valada 2015: 10 concertos obrigatórios

Posted on

No ano passado fui ao festival Reverence Valada e fui uma chata a falar sobre ele, eu sei, portanto era só para vos dizer que este ano não vai ser diferente. Começa já esta quinta-feira a segunda edição deste festival (para mim) imperdível, pelo que vão ter que ouvir falar dele por aqui num ou dois posts.
Mas este ano há uma diferença em relação à minha ida do ano passado. Ao que parece, este ano vou