mejores doctores en América Dapoxetina elección de plan de seguro médico
7 In movies & tv shows reviews/ movies and tv shows

Halloween 2016: Filmes de terror que vi este ano e que aconselho

Hey hey!! Hoje é segunda-feira, sim, mas é uma segunda-feira atípica! Para além de ser véspera de feriado, é Dia Mundial da Poupança e (vai ser) noite de Halloween!
Mantendo a tradição aqui no blog, deixo-vos com algumas sugestões de filmes para verem especialmente nesta noite (ou sempre que vos apeteça ver um filme de terror, já agora).

The Boy (2016)

A história é simples: uma rapariga (Lauren Cohan, a Maggie do Walking Dead!) tenta fugir a um passado e uma relação turbulentos nos Estados Unidos e vai para Inglaterra após ter respondido a um anúncio para ser babysitter de uma rapazinho. Só que o rapazinho é o tal boneco e há toda uma lista gigante e bizarra de tarefas e “dos and dont’s” para tratar do “menino”…

O terror de “The Boy” assenta em algo que o nosso subconsciente há muito aprendeu que pode ser incrivelmente assustador: bonecos. Bonecos possuídos, bonecos demoníacos, não importa. Bonecos. Bonecos são assustadores, principalmente os antigos, de porcelana. Eu, pelo menos, acho-os a coisa mais creepy de sempre. Podia contar-vos algumas histórias sobre o porquê, mas não quero aqui arranjar fama de maluquinha.
Não dispersando.
The Boy está repleto de momentos de suspense que nos fazem – literalmente – suster a respiração para, no final, nos presentear com um twist maravilhoso que muda completamente o “jogo”. Por isso mesmo, não posso dizer que este seja um filme de terror banal, mas antes um que recorre a uma premissa já muito usada e que usa um twist inesperado para mexer novamente com os nossos medos mais profundos.

Crimson Peak (2015)

Após uma tragédia familiar, Edith (Mia Wasikowska), uma jovem escritora, vê-se dividida entre o amigo de infância (Charlie Hunnam) e um estranho misterioso (Tom Hiddleston). Ela apaixona-se pelo estranho, claro, e este leva-a para a sua casa de família, que partilha com a sua estranhíssima irmã (Jessica Chastain) e que, pouco a pouco, começa a revelar o seu passado de tragédia e sangue a Edith.

A história em si é simples, mas os detalhes são complexos e só se revelam durante o filme.

Este é o filme ideal para quem quer uma dose ligeira e não traumatizante de sustos neste Halloween, ainda que tenha alguns momentos moderadamente assustadores. Crimson Peak não é propriamente um filme de terror, mas sim de mistério. E é um bom filme tendo em conta este facto. Para além disso, conta com actores brilhantes, um enredo interessante e imagens lindíssimas. Na minha singela opinião, o filme vale bem pela beleza das imagens, dos cenários e guarda-roupa, para os amantes dos pormenores. 🙂

The Forest (2016)

Estão familiarizados com Aokigohara, a floresta dos suicídios do Japão? Se sim, vão naturalmente sentir-se atraídos por este filme.
Em The Forest, uma mulher (Natalie Dormer) vai para Aokigohara procurar a sua irmão gémea, após reunir pistas suficientes que indicam que esta teria intenções de pôr fim à sua vida na floresta.

Para ser muito sincera, The Forest não é um grande filme de terror. Não é muito bom, mas também não é dos piores. Na minha opinião, não mete propriamente medo, mas faz-nos pensar e mergulhar um pouco na história e mistério em torno de Aokigohara.

Segundo a Wikipedia (e porque eu adoro estas coisas e, em particular, todo este mistério em torno desta floresta japonesa):

“Aokigahara (青木ヶ原), também conhecida como Mar de Árvores (樹海), é uma floresta de 35km² situada na base noroeste do monte Fuji, no Japão. A floresta contém um grande número de rochas e cavernas de gelo, alguns dos quais são pontos turísticos populares. Devido à densidade das árvores, que bloqueiam o vento, e à ausência de vida selvagem, Aokigahara é conhecida por ser estranhamente silenciosa. Contam-se muitas lendas acerca da floresta. Algumas delas relacionam-na com demónios e espíritos malignos característicos da mitologia japonesa e é conhecida por ser um local comum de suicídios. No ano de 2010, 54 pessoas completaram o ato na floresta, apesar de numerosas mensagens, em japonês e inglês, para que as pessoas reconsiderassem as suas acções. Em média, são encontrados cem corpos por ano, alguns em avançado estado de putrefacção ou até mesmo somente os seus esqueletos.”

Se quiserem saber mais sobre os factos de Aokigohara, aconselho algo melhor que este filme: este documentário do Vice.

The Conjuring 2 (2016)

Se não conhecem o Ed e a Lorraine Warren e não viram o primeiro The Conjuring, saibam duas coisas:

  1. o casal de investigadores de fenómenos paranormais existiu (Lorraine ainda é viva);
  2. não precisam de ter visto o primeiro The Conjuring para ver e perceber o segundo.

Neste The Conjuring 2, Ed e Lorraine são chamados a Londres para ajudar uma mãe de quatro filhos a perceber se existe realmente uma entidade maligna em sua casa. Durante este processo, uma televisão local (é importante salientar que a história tem lugar nos anos 70) começa a gravar a família para perceber se o caso é, ou não, verdadeiro.

Não vos vou mentir; apesar de ser cliché, eu adoro este tipo de filmes sobre o paranormal e possessões demoníacas. O terror que pode ser real (como os baseados em assassínios) não me assustam, mesmo podendo acontecer (mais coisa, menos coisa) na vida real, mas estes com fantasmas/espíritos/demónios… yep. Estes assustam-me.

The Green Room (2015)

Uma banda punk testemunha um homicídio num clube neo-nazi frequentado maioritariamente por skinheads. Após isso, têm que lutar pela sua sobrevivência, pois o objectivo do dono do clube e dos seus ajudantes passa a ser – obviamente – acabar com eles e encenar as suas mortes como justificadas.

Este foi o último filme que vi desta lista. Apesar de ser de 2015, a estreia em Portugal só aconteceu na semana passada e eu até fui à antestreia.
Posso dizer-vos que, dentro do género que é, este filme foi verdadeiramente surpreendente e inovador. É fácil achar-se que já se viu de tudo no que diz respeito a terror e suspense, mas o Green Room provou-me que não é bem assim. Para além disso, há uns pormenores giros na forma como algumas cenas do filme foram filmadas, mas isso já são detalhes (que eu aprecio, btw). 🙂

Menções honrosas / Outras sugestões:

Lake Mungo (2008)

You’re Next (2011)

Jessabelle (2014)

Annabelle (2014)

Já viram algum destes filmes? O que acharam? E – mais importante ainda – o que me recomendam a mim, que eu ainda não tenha visto? 😀

Bom Halloween a todos!

You Might Also Like

7 Comments

  • Reply
    Joana Sousa
    31/10/2016 at 10:04 AM

    Olha que bela lista de filmes para eu claramente NÃO ver ahah :p eu gosto de filmes de terror. Só não gosto do “depois” e pior ainda é quando são baseados em histórias reais. Mas porque é que me foste aguçar a curiosidade, mulher?!

    Jiji
    Joana Sousa recently posted…Outfit | PixieMy Profile

    • Reply
      joan of july
      02/11/2016 at 2:55 PM

      Ahahaha eu seeeeiiii, eu também era assim. Era, já fui mais mariquinhas. Ehehehe
      Agora só de vez em quando. 😛

  • Reply
    Inês
    31/10/2016 at 12:19 PM

    Gostei muito de Crimson Peak, foi uma boa surpresa. Não vi nenhum dos restantes, apesar de adorar filmes de terror, tenho andado mais virada para séries.
    Inês recently posted…Não era para mimMy Profile

    • Reply
      joan of july
      02/11/2016 at 2:54 PM

      Adorei o Crimson Peak. Apanhei-o na televisão recentemente e guardei para rever. O guarda-roupa é maravilhoso também. Eheheh
      De séries de terror, estou a ver American Horror Story, tenho visto todas as temporadas e adoro! 😀

  • Reply
    Sofia Garrido
    31/10/2016 at 1:25 PM

    The Conjuring e The Green Room foram os meus dois favoritos da tua lista!
    Não vi o The Boy nem o The Forest mas quero ver! 🙂

    Um beijinho,

    Sofia | Monochromatic Wave

    • Reply
      joan of july
      02/11/2016 at 2:53 PM

      Adorei esses dois também! Green Room foi realmente uma grande surpresa. 😀

      Beijinho!*

  • Reply
    Blogue Ela e Ele, Ele e Ela
    25/11/2016 at 9:14 PM

    Vimos o The Boy e ficámos impressionados. É um filme de terror muito bom, que conta uma história daquelas para transformar bons pesadelos à noite. Gostámos!
    Já o Crimson Peak não foi do nosso agrado. Pareceu-nos demasiado irreal e previsível. Conseguimos adivinhar o filme mesmo antes de ele estar a decorrer e isso nunca é bom.
    O Conjuring vimos… E é daqueles que vemos e nos arrependemos! Que raio de filme este!!! O pior é que vem aí um 3º… Quem é que agueeenta istooo??!??! ahah
    Os outros dois ainda não vimos, mas ficámos com muita curiosidade. Obrigado pela partilha! 🙂

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge