O aniversário do blog, o que mudou e o que aprendi em 8 anos

Posted on

O Joan of July fez ontem oito anos. Sim, assim tantos? Ok, vão fazer apenas três desde que o comecei a levar a sério, mas a sua fundação (how posh!) remonta ao ido ano de 2008. E acreditam que nunca, mas nunca me lembrei nem celebrei o aniversário do blog? Bem, está na hora!
Descubram abaixo qual é – para mim – a diferença entre blogar agora e há oito anos atrás.

A criação e os primeiros posts

Sinto que já contei esta história muitas vezes, por isso vou abreviar. Quando criei este blog – lembro-me perfeitamente da altura e do momento específico em que o fiz – a minha intenção era apenas ter um hobby e um escape à realidade da altura. A “realidade da altura” era o pós-Licenciatura, a incerteza do que vinha a seguir, do não ter nada em vista, nada planeado e não saber o que fazer à minha vida a seguir. A faculdade não nos prepara para isso. Correcção: os cursos de letras não nos preparam para isso.
Então surgiu o Joan of July, como um escape, uma desculpa para escrever sobre aquilo de que gostava, sobre o que sonhava e sobre o que se estava a passar na minha vida. Na altura, falava de música, das dúvidas existenciais da idade, sobre a procura de emprego, as dores de crescimento e o constante conflito com a partilha da minha vida entre as minhas duas cidades: Lisboa e Porto.

  1. Podem ler aqui o meu primeiro post de sempre.
  2. E aqui um post de “conflito Porto-Lisboa” e de melancolia. (este é de 2008, mas em 2014 e 2015 o sentimento ainda era real! Basta lerem este post e este também).

Quando comecei a levar o blog a sério

Estávamos no final de 2013 quando acordei para a vida (dos blogs, diga-se). Até lá, sim, o Joan of July sempre existiu, mas não eram raros os períodos em que o deixava às moscas, às vezes meses seguidos. Também alimentava outro blog paralelo que, por vezes, colocava à frente do Joan of July. Mas então, o que mudou em 2013? A verdade, é que nem eu sei muito bem. Sei, no entanto, que foi na altura do ABC – A Bloggers Conference.

Na ABC - A Bloggers Conference
Na ABC – A Bloggers Conference

A partir daí, comecei a tratar o Joan of July como algo que queria alimentar e curar como se de uma revista ou galeria se tratasse. Comecei a apostar mais na qualidade dos posts (com a escrita sempre me preocupei) e com a imagem. Foi a partir daqui que investi em material fotográfico e que comecei a empenhar mais tempo a tirar as minhas fotos para poder usar praticamente só material meu no blog. E foi com isto que tudo mudou e o blog começou a ganhar os contornos daquilo que hoje conhecem como o Joan of July.

Blogar hoje em dia vs. blogar em 2008

Mesmo antes de criar o Joan of July, não era nenhuma estranha aos blogs e ao processo de escrever em blogs. Mas, nessa altura, via os meus blogs (e os blogs que seguia) como uma espécie de diários, onde só partilhava coisas pessoais. Nunca me tinha passado pela cabeça – até meados de 2013, quando publiquei o meu primeiro tutorial.
Hoje em dia, sempre que publico um post, penso que este tem que cumprir dois requisitos:

  1. marcar algo importante para mim;
  2. passar alguma informação útil/agradável/divertida para os meus leitores.

Mas, para além de mim e do meu blog, muita coisa mudou na blogosfera desde que me iniciei por cá. Hoje em dia, ganha-se dinheiro com blogs, algo impensável em 2002-2003 (data do meu primeiro blog, se não me engano); hoje em dia recebem-se produtos em troca de publicidade e divulgação nos nossos blogs e redes sociais. Para nós – bloggers – isto não é nada minimamente novo ou surpreendente, mas se pensarmos que até há poucos anos atrás não se ouvia falar de nada disto em Portugal, é até bastante engraçado.

unnamed
Quando conheci estas meninas (menos a Ana, que já conhecia) na InBeauty, final de 2014 Da esq. para a dir.: Sofia (Monochromatic Wave), Catarina (Daydreams), Margarida (Coceat), Ana (Infinito mais um), eu

Isto, em si, não tem nada de mal. O que acho lamentável é o facto de haver bloggers que só criam e/ou mantêm os blogs porque querem receber algo em troca. Infelizmente, já vejo poucas pessoas que produzem bom conteúdo a troco de nada, só mesmo porque adoram o que fazem. Por outro lado – felizmente – tenho o prazer de chamar a algumas delas minhas amigas. Sim, porque na blogosfera também se fazem amigos. Escrevi sobre isso aqui se quiserem ler.

bloggers-camp-cuckuu
Por falar em amizades na blogosfera 😀 Da esq. para a dir.: Catarina (Daydreams), Ana (Infinito mais um), Cuckuu, eu

Da minha parte, posso dizer-vos com a maior das sinceridades que já recebi uma coisa ou outra por ter um blog, mas nunca me vendi por nada nem nunca falei de nada de que não gostasse ou recomendasse espontaneamente de outra forma. Mas se eu fizesse questão de ser uma blogger que passasse a vida a receber coisas ou até dinheiro, podem crer que já estava fora do jogo há muito tempo.
Já o disse (às minhas amigas) e volto a dizer: só cá ando ainda porque adoro isto, adoro o que faço, adoro o meu blog e aquilo em que se tornou. Tenho orgulho do que tenho vindo a criar e do facto do Joan of July ser um arquivo de memórias e episódios da minha vida desde 2008.

Que venham muitos mais!

aniversario-blog

Ah, e para comemorar isto a sério tenho duas ofertas para vocês (que virão noutros posts): uma coisa para descarregar e outra para sortear. Fiquem atentos. 😉

7 Comments

  1. Joana Sousa says:

    Antes de mais nada: muitos parabéns, Cat! Oito anos de blog é uma vida 😀 e mesmo tendo entrado nisto recentemente, já ando em modo leitora por cá há muitos anos e realmente reconheço isso: só se aguenta quem faz isto por amor! Que andes por cá muitos mais anos! 🙂

    Jiji
    Joana Sousa recently posted…Foodie + Events | 36 anos de SinceloMy Profile

  2. Vânia says:

    Oito anos é muito ano. Giro ler sobre o teu percurso 😀
    Parabéns! Que venham muitos mais, enquanto te fizer sentido.
    Vânia recently posted…Os piroposMy Profile

  3. Maria says:

    Parabéns ao blog! *eu admito que nem sempre me apercebo dos aniversários do meu blog, também*

    Se nem os cursos (e eu acredito que seja mesmo a maioria deles) nos preparam para a vida (i.e.) mercado de emprego, não entendo como é que se pode dizer que a escola é suposto dar-nos os primeiros passos para a nossa vida independente e profissional. Enfim… Uma questão à parte do tema aqui…

    Conheço o blog há pouquíssimo tempo se pensarmos nos seus 8 anos, mas tem sido sempre uma agradável surpresa e descoberta sempre que cá venho. Espero que continues aqui por muitos mais anos 🙂

  4. Sara Trigo says:

    Posso dizer sem sombra de mentira que é este o único blog que acompanho desde sempre. E, Catarina, como gosto de te ler!
    Não me identifico com todos os conteúdos, os posts sobre moda não leio, mas não deixo de ver as fotografias, que acho incríveis. Ainda bem que valorizaste essa vertente.
    Já to disse algumas vezes, mas nunca é demais repetir: admiro o que escreves, a diversidade de projetos em que te envolves e o valor que conferes a cada um.
    Estás de parabéns. Este blog é um retrato de uma evolução muito bem conseguida.
    Obrigada 🙂

  5. Anna Del Mar says:

    Muitos parabéns. Venham muitos bons momentos no/para o blog.
    Para mim é um blogue insoirador que se destaca pela qualidade.
    Beijinhos.

  6. Vanessa says:

    Muitos parabéns 😀
    Sem dúvida que este espaço tem tudo de teu e que 8 anos já é qualquer coisa. Foi uma boa jornada, pelo que li, mas tenho cá para mim que tem tudo para melhorar 😀

  7. Ana says:

    Catarina! Venho com algum atraso desejar-te os PARABÉNS (mas nem por isso poderia deixar de o fazer)! Oito anos (omg). Eu não imagino o que isso é. É certo que já cá ando de forma desinteressada há uns bons anos (o meu primeiro blog, completamente pessoal, criei-o com uns 14 anos, haha!), mas nunca levei nada a sério como quero levar este que tenho agora. Os outros sempre foram desinteressados, ou melhor, feitos apenas para mim e para quem (eventualmente) quisesse ler – e nem era esse o propósito. Só com este, que posso considerar um “projecto”, estou a levar as coisas mais a sério – mas nem por isso imagino o que são 8 anos de comprometimento e dedicação. Mesmo que só nos últimos três tenhas olhado para o blog como um projecto de vida, são oito anos aqui, oito anos da tua vida por estas “páginas”. É obra, Catarina! E não é, definitivamente, para todos. Portanto parabéns, e que venham muitos e muitos mais anos de bom conteúdo e fantásticos projectos como os que tens tido por aqui! 😀
    Ana recently posted…Nova Iorque #3 | Chinatown e Brooklyn BridgeMy Profile

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge