mejores doctores en América Dapoxetina elección de plan de seguro médico
4 In blogging/ personal

Os 10 posts de 2016: os mais lidos e os meus favoritos

A um dia da passagem de ano, escolhi este dia para começar publicamente com as introspecções de 2016. Tenho-me divertido imenso a ler as dos outros, porque gosto genuinamente de saber qual foi a opinião geral das outras pessoas sobre o ano que passou. Mas por agora, ficamos apenas com o resumo dos dez posts do blog: os que tiveram mais visitas e aqueles que eu mais gostei e que mais me orgulho de ter escrito.

1. ‘Outfit inspiration’ para o Reverence Valada

O post mais polémico do ano, por razões absurdas. Não me vou alongar a explicar o porquê de ter dado a polémica que deu. Se quiserem leiam este post que explica tudo. Enfim, é um bocado triste este post ter sido o mais lido do ano.

2. As novas agendas Mr. Wonderful e um giveaway imperdível!

3. O significado pagão do Dia da Espiga

Outro post que deu polémica; ou melhor, o post é de 2015, mas em 2016 um certo jornal do sul, decidiu usar a imagem de destaque deste post sem me pedir permissão ou dar créditos. Depois de mensagens trocadas com a directora do jornal, lá meterem o meu nome e link do blog nos créditos.

4. Recantos do meu Porto: Parque de São Roque

5. Gamila Secret, um segredo de beleza vindo directamente de Israel

6. 6 razões que me levaram a escolher a agenda Mr. Wonderful 2016

7. A Zelda desapareceu [UPDATE: a Zelda já voltou a casa!!]

Um dos posts mais tristes que escrevi (por razões óbvias), mas que resultou num enorme apoio das pessoas que o leram, especialmente no Facebook. Felizmente, tudo acabou bem. 🙂

8. As empresas-fraude em Portugal e como detectá-las

Um post super antigo, mas sempre actual, que continua a aparecer (aparentemente) nas pesquisas no Google sobre o tema.

9. 12 dos meus locais favoritos em Lisboa durante o Outono-Inverno

10. E a fútil/anti-feminista sou eu?!

Um rant que escrevi em resultado das reacções online despoletadas estupidamente pelo post do ponto 1.

1. A maior lição que aprendi este ano

Gostei especialmente de escrever este post por ter sido muito pessoal e incrivelmente genuíno. Não poderia ter sido mais transparente aqui e orgulho-me não só da lição que aprendi, mas da forma como consegui falar sobre as coisas sem revelar demasiado, mas sem ser demasiado vaga.

2. O despertar da neura vem sempre acompanhado com epifanias

Para ser sincera, já nem me lembro bem que situação ou situações despoletaram o sentimento que deu origem a este post, mas ao relê-lo continuo a rever-me imenso no que escrevi e, ainda melhor, muita gente pareceu relacionar-se com o que eu estava a passar neste caso particular.

3. O meu dia não tem mais horas do que o teu (e chega para tudo)

Recentemente houve uma situação engraçada em que, num encontro de bloggers, várias pessoas presentes mencionaram este meu post e eu nem sabia que tinha tido o impacto que teve. Fico feliz por isso, mesmo, até porque deu-me imenso gozo escrevê-lo no blog (claramente, senão não estaria nesta lista).

4. Desculpa, tens um bocadinho de “não tens nada a ver com isso” no teu leite de soja

Já não é segredo nenhum que adoro escrever um bom rant de vez em quando e este em particular deu-me prazer escrever, pois tudo o que é fundamentalista me tira do sério, especialmente no que diz respeito à alimentação. Pelos vistos não estava sozinha na minha forma de ver as coisas! 🙂

5. Amizades na blogosfera: uma reflexão

É fácil explicar porque é que este foi um dos meus favoritos: a blogosfera trouxe-me verdadeiras amizades e, com elas, até projectos maravilhosos!

6. A mudança para a casa nova e as despedidas da antiga

Ao mesmo tempo um favorito e um dos mais custosos a escrever. Estava super nostálgica nesta altura, por ter mudado de casa. Adoro este tipo de posts mais pessoais em que consigo mostrar mais de mim e da minha vida.

7. Dublin e as primeiras impressões da capital da República da Irlanda

Quando escrevi este post estava fresquíssima da viagem, com todos os pormenores ainda presentes na minha memória. 🙂

8. Labels & alter-egos (último 6 on 6!)

Um dos mais recentes desta lista e directamente para o meu top de favoritos deste ano! Neste post, falou-se de “etiquetas”, padronizações e lugares-comuns associados à imagem. Se não o leram na altura, leiam agora. Acho que vão gostar, até porque – a certo ponto na vida – todos já fomos julgados unicamente pelo nossos aspecto.

9. Da beleza e construção das rotinas

Outro post de índole pessoal que adorei escrever e que reflectiu uma grande mudança que as minhas rotinas sofreram este ano.

10. Bloggers’ Christmas Brunch (and Secret Santa) @ Ritz Four Seasons

É o post mais recente desta lista e um que marca a altura mais feliz do ano: o Natal.

Conclusão

Ao que parece – e olhando para esta lista dos meus posts favoritos do ano – os meus favoritos são quase sempre os mais pessoais. Não é interessante? E é precisamente por isso que gosto de fazer este tipo de posts: para aprender algo com a reflexão e retirar também algo para o futuro. Neste caso, retiro que devo então escrever mais posts pessoais como os que enumerei na lista acima. Gosto mesmo de expor algumas partes da minha vida sem fazer uma novela inteira, pelos vistos. E assim vou continuar. Vou tentar escrever mais e melhor em 2017 e espero muito ter-vos aqui comigo ainda. 🙂

 

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    inês
    30/12/2016 at 12:38 PM

    Tantos posts bons 🙂 Dos que referes os que mais gostei foram: A maior lição que aprendi este ano e os posts de Dublin.
    inês recently posted…O melhor deste ano pelo blogMy Profile

    • Reply
      joan of july
      03/01/2017 at 1:49 PM

      Muito obrigada, Inês! Então vais gostar dos próximos, que isto de falar sobre Dublin ainda não acabou. 😉

  • Reply
    RITA AMARAL
    30/12/2016 at 2:16 PM

    Ainda não tinha lido a maioria dos posts mas aqueles de que mais gostei foram sem dúvida os que são mais pessoais. Concordo muito com as tuas reflexões que percebi que têm como base o respeito pelos valores e necessidades de cada um. Não devemos cair em excessos nem em fundamentalismos que depois nos tornam hipócritas. Cada um deve viver a sua vida, o seu caminho, a sua felicidade – desde que perceba que os outros não têm de fazer o mesmo.
    Cá estarei em 2017 desta vez para seguir tudo desde o início 🙂
    Um bom ano 2017 com muitas oportunidades e sucessos!

    • Reply
      joan of july
      03/01/2017 at 1:50 PM

      Muito obrigada, Rita! E eu vou estar pelo teu cantinho também desde o início de 2017, já que só nos conhecemos no final de 2016 e há muito para descobrir ainda!
      Desejo-te também um bom ano e muito sucesso em tudo o que faças! Beijinho grande :**

    Leave a Reply

    CommentLuv badge