mejores doctores en América Dapoxetina elección de plan de seguro médico
5 In Páginas Salteadas/ recipes

Páginas Salteadas: uma sopa de cenoura típica da Escócia para dias (mais) frios

O Verão está quase a acabar, isso é certo. E não é apenas o calendário que o dita; por aqui já comecei a captar sinais da mudança de estação, nomeadamente o regresso dos chás e das sopas quentes. Nesta minha contribuição para o Páginas Salteadas deste mês, trago-vos uma sopa tradicional escocesa inspirada no livro deste mês, “The Tale of Peter Rabbit” ou, em português, “A História do Pedrito Coelho“, de Beatrix Potter.

Assim que soube qual seria o livro do mês de Setembro neste nosso projecto tão querido, soube que teria que fazer algo que tivesse cenoura como ingrediente principal. Sendo o Peter um coelhinho, é normal ter feito esta associação, não? Mesmo só tendo pensado neste ingrediente, as opções culinárias eram imensas!

Então pensei: em Setembro já se começam a sentir os primeiros sinais do Outono e da chegada dos dias mais frescos, pelo que já se procura mais o aconchego das sopas quentinhas. Eu, pelo menos, faço-o.

Escolhido o ingrediente principal e o tipo de prato (sopa), fui direita ao livro “Favourite Country Soups“, que foi um dos livros que trouxe comigo da Escócia, em 2015. Dois anos depois, ainda não tinha feito nem uma receita daqui! Inadmissível. Pronto, estava escolhida também a origem daquela que viria a ser a minha receita do Páginas Salteadas deste mês. Para meu deleite, tinha uma sopa de cenoura tipicamente escocesa!

Digo “tipicamente escocesa” não só por constar deste livro, mas pela receita em si. Já vão perceber.

  

Sopa de cenoura escocesa

Ingredientes

  • Cenoura – 455 gr.
  • Aipo (2 talos)
  • Cebola (1 pequena)
  • Nabos (113 gr.) *
  • Bacon (1 pedaço)
  • Caldo de frango (0,800 gr)
  • Tomilho, louro e sálvia**
  • Uma pitada de noz moscada
  • Manteiga (28,3 gr.)
  • Leite (1/4 pint)
  • Natas (2 colheres de sopa)***
  • Salsa para decorar
  • Farinha (56,7 gr) ****

notas:

* não encontrei nabos (não é a altura deles, será isso?) e substituí por três batatas.

** na receita original tinha um ingrediente chamado “bouquet garni” que, após muita pesquisa, lá percebi que são estas três ervas atadas num mini-bouquet.

*** inicialmente decidi inventar e colocar creme fraiche, pois achei que seria o mais parecido com “single cream”, que aparece na receita do livro, mas não, não fica bem e não se deixa misturar na sopa tão bem como as natas.

**** dispensei completamente a farinha, porque não achei que a sopa precisasse de engrossar e – sinceramente – não sou muito fã de sopa demasiado espessa, mas é ao gosto de cada um! 🙂

Preparação

  1. Derreter a manteiga numa panela e saltear os vegetais com o bacon por uns minutos;
  2. Colocar o caldo de frango (natural ou Knorr); se for Knorr deve ser previamente misturado com água (a gosto, dependendo de como gostam da espessura da sopa);
  3. Colocar as ervas (o louro, tomilho e sálvia);
  4. Deixar cozinhar os legumes no caldo durante uns 45 minutos;
  5. Após o fim da cozedura, retirar o bouquet com as ervas aromáticas;
  6. Triturar tudo com uma varinha mágica ou transferir para um blender e triturar lá;
  7. Voltar a colocar ao lume a mistura em puré e juntar a noz moscada;
  8. Adicionar o leite e a farinha e misturar muito bem (já vos disse que deixei a farinha de fora);
  9. Para servir, deitem duas colheres de natas por cima da sopa, já no prato, e um pouco de salsa (ou outra erva da vossa preferência) a enfeitar.

Voilá!

Já agora, achei piada ao detalhe da salsa, porque na história d’O Pedrito Coelho, o coelhinho tenta roubar salsa da horta do Sr. Gregório. 🙂

     

Esta é uma sopa que fica absolutamente deliciosa, que é extremamente rica em termos de paladar e que é simplesmente reconfortante. Isto, meus amigos, é parte de uma panóplia de pratos a que chamo de “true Scottish comfort food“. E não é que é mesmo?

Vou certamente repetir esta sopa mais para a frente e – suspeito – outras do mesmo livro de receitas escocês. Lá em casa ficámos fãs!

Vídeos (e a razão pela qual me emocionei durante a pesquisa para este post)

Não resisto, tenho que partilhar isto com vocês. Não sei se são fãs de humor britânico, mas eu sou e adoro a série Little Britain. Nessa série havia um cozinheiro escocês muito peculiar. Neste sketch, ele fez uma sopa cujos ingredientes estava muito relutante em partilhar, ao contrário de mim. Ahahah

Durante a minha pesquisa para este post, encontrei ainda uma hora dos desenhos animados que passavam na TV portuguesa quando eu era miúda e que eram feitos com os desenhos da Beatrix Potter! A música do genérico não abandonou a minha memória e imaginário desde então. Ainda na semana passada andava a trauteá-la, mas não sabia de que série ou desenhos animados era!! E agora descobri, graças à minha pesquisa para as Páginas Salteadas.

Reconhecem? A música de que falo é mesmo a do início, na parte em que ainda não é desenho animado. Que amor… Saudades da minha infância e de quando via estes desenhos com a minha mãe e a minha avó. Se não me engano passavam na RTP (1 ou 2, já não me lembro). A música era esta (não encontro a versão em português) e deixa-me sempre arrepiada e/ou de lagriminha escondida no canto do olho:

Mas agora deixo-vos a reviver a vossa infância (se assim o quiserem) e espero que tenham gostado deste receitinha tão reconfortante em dias frios.

Não se esqueçam de ir visitar os blogs das minhas parceiras de projecto Páginas Partilhadas!

Joana Clara, Às Cavalitas do Vento
Vânia Duarte, Lolly Taste
Andreia Moita, Andreia Moita Blog

Quanto às minhas outras receitas para o Páginas Partilhadas, podem revisitá-las:

Um brunch e duas receitas rápidas para desfrutar… com calma – livro “Simplifica a tua Vida”, de Rute Caldeira
Summertime Hygge Cake – livro “The Little Book of Hygge”, de Meik Wiking

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply
    Sónia Rodrigues Pinto
    18/09/2017 at 4:16 PM

    Ahhhh, Catarina! Adoro sopas e esta deixou-me a salivar 😀
    Definitivamente quero *muito* experimentar essa sopa.
    As receitas deste vosso projecto têm metido água na boca a toda a gente, eheh!

    Beijinhos,
    Sónia Rodrigues Pinto

  • Reply
    Vãnia Duarte
    18/09/2017 at 5:51 PM

    confesso que adoro sopa. como-a todo o ano e esta ficou com um aspecto absolutamente incrível, estou super a babar.

  • Reply
    Inês
    19/09/2017 at 3:57 PM

    O Pedrito e as histórias da Beatrix Potter são uma das coisas mais marcantes da minha infância, que saudades 🙂

  • Reply
    Raquel
    19/09/2017 at 7:07 PM

    Pus o vídeo do Pedrito a dar cá em casa e a minha mãe sabe isto de cor, diz que dos milhares de vezes que teve de ver por minha causa e do meu irmão! Obrigada por me avivares a memória 🙂 A sopa ficou com muito bom aspecto!
    Raquel recently posted…Vitória & Abdul, o chá e a rainha das frutasMy Profile

    • Reply
      Catarina Alves de Sousa
      19/09/2017 at 9:38 PM

      Oh, a sério? Que coisa tão fofa! Os pais acabam por memorizar os nossos desenhos animados e respectivas músicas, não é? Ahahaha. Os meus pais sabiam a música d’O Meu Pequeno Pónei de cor! Ahahaha

    Leave a Reply

    CommentLuv badge