Porque tirar fotos da nossa roupa não é um exercício egocêntrico

Posted on

Quando a minha mãe tinha a minha idade não existiam blogs, a palavra “selfie”, ou telemóveis que tirassem fotos. Ok, nem telemóveis sequer.
Hoje em dia, como bem sabem, é terrivelmente fácil para nós tirarmos uma foto à nossa maquilhagem, cabelo e roupa para partilhar nas nossas numerosas redes sociais e blogs.
E que atire a primeira pedra quem nunca pensou ao ver as selfies de outra rapariga:

Once Upon a Time in London (and thoughts on Photography)

Posted on

You find no man, at all intellectual, who is willing to leave London. No, Sir, when a man is tired of London, he is tired of life; for there is in London all that life can afford.

– Samuel Johnson

Sempre que há um momento marcante na minha vida, e as viagens são sempre – para mim – momentos marcantes, gosto de me lembrar do seu “aniversário” no ano seguinte. Avaliar o que mudou desde então e as saudades que ficaram.

Agora que já passou um ano desde a minha última viagem a Londres, o sentimento que fica foi o de uns dias incrivelmente bem passados, dos quais mantenho não só as memórias, como as fotografias.

Ontem voltei a olhar para elas, o álbum todo, e reflecti sobre o quanto adoro fotografar. Esta paixão não é nova, mas só agora comecei verdadeiramente

What do I do with a bunch of Instagram photos?

Posted on

Hoje em dia parece estar a regressar a moda da personalização de tudo o que está na nossa posse com fotos nossas; das nossas pessoas, dos nossos animais e dos nossos melhores momentos.

Eu confesso que adoro enfeitar a minha casa com vários lembretes de dias e noites em que me diverti e em que fui muito feliz. Gosto de olhar para as minhas paredes e prateleiras e sentir algo. Muitas vezes, dou por mim a sorrir sozinha quando

The beauty of foggy winter mornings

Posted on

Nem imaginam como fiquei feliz ontem quando, ao acordar, vi na aplicação da meteorologia “Nevoeiro”. Sei que pode parecer estranho, especialmente vindo de uma pessoa que ama o Verão, mas tenho um fascínio enorme pelo nevoeiro.

Na minha cidade-natal, o Porto, é algo até bastante frequente, pelo menos na minha zona, que não é longe do mar.

No dia anterior, quando passei de autocarro pelo Parque da