Olá, eu sou a Catarina

Aqui, escrevo sobre tudo o que me apaixona e me inspira: desde viagens, fotografia, livros, receitas,... Espero que gostes e que te sintas em casa aqui no meu blog. hello@joanofjuly.com

follow me on

24.

Posted on

24 parecia-me uma idade tão avançada há quatro anos atrás e agora que lá cheguei nunca me senti tão bem. Em todos os outros anos lutei mentalmente por me habituar

How to lose friends & alienate people- Parte I

Posted on
Já há algum tempo que ando com imensa vontade de fazer dois posts; um por cada problema do campo da amizade que detectei na minha vida.
O problema não sou eu, são eles. A sério!

Passo a explicar.

Sabem aquelas pessoas que estão numa relação há tanto tempo que parecem casadíssimas há quarenta anos?
Ou então, por outro lado, aquelas que estão a começar uma nova relação e que não têm- ou não querem ter- tempo para os amigos?

Não sejam dessas. Como é que sabem que são dessas? O primeiro sinal de alarme é quando começam a rejeitar a torto e a direito qualquer convite para estar com os amigos só para poderem estar com a cara-metade. Segundo sinal de alarme é quando aceitam alguns desses convites, mas levam o namorado para TODO o lado, mesmo quando se vão encontrar com um grupo de raparigas. Não há nada mais irritante do que estas duas situações.

Apesar de estar numa relação há já bastante tempo, tenho o orgulho de ser uma pessoa independente, que não precisa da ajuda ou da companhia do namorado para tudo na vida. Como diz a minha amiga Ana Clemente, é importante lembrá-los que somos mulheres e que temos uma vida. Eles têm que saber que, caso um dia nos decidam deixar, não vamos morrer de desgosto, porque temos amigos que vão estar aqui por e para nós, para o que der e vier.

Mas desenganem-se; se negligenciarem os vossos amigos e um dia finalmente precisarem deles, eles já cá não vão estar para vos apoiar quando vocês praticamente cagaram para eles e muito menos para vos dizerem aquilo que vocês vão querer ouvir.

Acreditem em mim.
Eu sou uma dessas pessoas.