6 aprendizagens que trouxe comigo depois do Blogging for a Cause (+ vídeo!)

Posted on
Fotos: Bless
Caderno: Nuts for Paper

Tal como a Vânia, também eu precisei de algum tempo para digerir os (maravilhosos) acontecimentos do Blogging for a Cause. Também eu precisei de uma semana para assimilar tudo, para me sentir grata, para morrer de amor a ver as fotos e para pensar em tudo o que senti e aprendi no dia 25 de Novembro.

Hoje, partilho convosco alguns dos ensinamentos que trouxe para casa do Blogging for a Cause.

Que sabe bem abrir a mente a coisas que nunca experimentámos antes ou que não (ou que achamos que não) são a nossa “praia”

Não sou pessoa de meditar, não sou vegan e nunca tinha estado presente num workshop da Sofia, mas adorei de coração ouvir a Rute falar da sua história pessoa e como encontrou o caminho para a cura de um problema de saúde ao seguir o que o seu corpo e mente lhe pediam, amei as receitas da Vânia (que delícia aqueles Raffaellos vegan e saudáveis!) e enterneci-me com o à-vontade e humor que a Sofia transmitia com as suas palavras. Com o workshop da Jaqueline estava mais “em casa”, por isso não foi tão surpreendente para mim ter adorado. Foi simplesmente incrível, aliás, foram os quatro. Não podíamos ter tido mais sorte com as oradoras que escolhemos e que tão prontamente aceitaram participar neste nosso evento solidário.

Que as marcas também são humanas

Por vezes (muitas até) falamos das marcas como se fossem encabeçadas por robôs, como se quem tomasse decisões fossem eles. Mas não. Por detrás de cada marca estão pessoas, pessoas essas que – como nós – têm sentimentos e emoções. E, por isso, gostaria de agradecer especialmente à Celeiro, à Luso, à Iswari, à Fruut, à So Natural, à Rituals e à Modern Foodies, em especial à Joana Dâmaso.

Que não tem mal pedir ajuda

Sabíamos, à partida, quando nos metemos na organização deste evento, que iríamos precisar de ajuda no dia do evento para que o pudéssemos viver livremente e fazer o nosso papel de anfitriãs sem problemas ou obstáculos no Dia D, então aceitámos a proposta da Margarida Aires de se tornar nossa voluntária (e ela foi a melhor que poderíamos ter tido!) e pedimos uma mãozinha e um (ou dois) olhares fotográficos à Susana e à Margarida da Bless. Não só queríamos tê-las connosco neste dia tão importante para nós porque as adoramos, mas também porque somos fãs incondicionais da estética e perícia fotográfica de ambas. Então fizemos-lhes a nossa proposta e elas… aceitaram de imediato!

As fotos que vêem neste post e nestas pastas do Facebook do Blogging for a Cause (parte 1 e parte 2 das fotos) foram todas tiradas por ela e são absolutamente lindas, não acham?

Esta é uma aprendizagem que vou levar comigo também para a organização do Bloggers Camp 2018, sem dúvida! 🙂

Que há poder em mostrarmos o nosso lado vulnerável em frente a uma multidão

Sim, as cerca de 40 pessoas presentes são uma multidão para mim. Eu não sou a melhor pessoa do mundo no que diz respeito a deixar transparecer os meus sentimentos e emoções mais profundas em público, mas estou a trabalhar nisso. Enquanto o faço, vou apreciando a capacidade de algumas das minhas colegas de se abrirem e partilharem o que estão a sentir de forma tão aberta e transparente. Há muito poder em ser vulnerável, tenho pensado cada vez mais nisso, porque enquanto o somos, não estamos confinados a uma prisão ou a muralhas emocionais.

Que há muito poder nisto de “ser blogger”

Já aqui escrevi sobre o poder dos influenciadores e a responsabilidade acrescida que cada um de nós tem por ter blogs e redes sociais públicos e com o poder de influenciar pessoas. Sabendo que temos esse poder, podemos fazer coisas incríveis com ele. No meu caso, no da Vânia, da Joana, da Andreia e da Helena, decidimos usar a nossa influência – e as nossas oradoras Rute, Vânia, Sofia e Jaqueline fizeram o mesmo – para angariar dinheiro para cinco associações: a UPPA, a REDE, o Fundo iMM-Laço, a Alzheimer Portugal e a Make a Wish Portugal.

Que sabe bem para caraças dar só porque sim

Nós as cinco não gastámos nem ganhamos nada a organizar o Blogging for a Cause. Demos tudo às nossas associações. E caraças se isso não soube tão bem! Saber que conseguimos fazer a diferença para alguém no mundo é a melhor coisa que me podia acontecer. E acho que não corro grandes riscos se falar por elas e transformar o “me” e “nos”.

Se ainda não tinham reparado, este post surge não só como reflexão, mas também como agradecimento. E como os meus agradecimentos não estariam completos sem mencionar também a Lígia e o Wip Coworking Lisboa e a querida Mafalda Fernandes da Nuts for Paper que fez os nossos caderninhos amorosos!

Agora deixo-vos com um pequeno vídeo que fiz deste dia maravilhoso e inesquecível. Espero que gostem! 🙂

3 Comments

  1. Vânia Duarte says:

    “vou apreciando a capacidade de algumas das minhas colegas de se abrirem e partilharem o que estão a sentir de forma tão aberta e transparente” amo esta parte <3 E amei ter feito isto contigo 🙂 Obrigada pelo vídeo, arrepiei-me a relembrar tudo o que se viveu dia 25 🙂

  2. Margarida Aires says:

    Ohhh que texto e vídeo tão bonitos 😍😍😍

    obrigada eu por me deixarem fazer parte deste dia 😍😍

  3. LucieLu says:

    Tão bonito!

    Obrigada pela partilha e por fazerem a diferença!

    Beijinhos*

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge