Como organizo os meus dias e as minhas semanas com o melhor planner de sempre

Posted on

No final do ano passado comprei um planner que viria a mudar a forma como planeio os meus dias e as minhas semanas. Este planner veio praticamente mudar a minha vida para melhor em termos de organização. E vocês sabem o quanto a organização é importante para mim. 🙂
O planner é questão é precisamente o Passion Planner. Não sei se já ouviram falar dele, mas se não apresento-o brevemente.

O Passion Planner foi criado por Angelia Trinidad, uma rapariga criativa e empreendedora que decidiu criar para os outros uma ferramenta de que ela própria sentia falta: algo para ajudar a definir e a clarificar não é os objectivos próximos, mas sim os objectivos a médio e longo prazo.

Este planner é aquilo que eu sempre quis ter para organizar tarefas e vida social no mesmo sítio e que nem sabia que queria/precisava. Ainda por cima comprei logo a versão maior do planner, o que faz com que consiga – com ele aberto – visualizar toda a minha semana, todos os dias ao mesmo tempo. Isto ajuda-me a:

  • Nunca sobrepor tarefas;
  • Saber sempre onde e quando posso marcar coisas;
  • Ter uma noção de como vai ser a semana que se avizinha.

O que tem de especial o Passion Planner?

Oh, tanta coisa! Vou tentar explicar-vos resumidamente e em tópicos o que torna o Passion Planner diferente dos outros planners e agendas:

  1. Está dividido tanto por semanas como por meses – a divisão mensal é boa para termos uma visão geral do mês e a semanal é espectacular pelos motivos que enumerei mais acima;
  2. No início do planner, há um desafio: listar os nossos maiores sonhos, objectivos e metas para o ano e o que vamos fazer para nos ajudar a conquistá-los – sim, temos mesmo que escrever tópicos sobre o que vamos fazer para os tornar uma realidade!;
  3. No final de cada mês, existem duas páginas com perguntas em género de reflexão de final de mês: “Qual foi a melhor coisa que te aconteceu este mês?”, “O que poderias ter feito melhor?”, “Lista três coisas em que poderás melhorar no próximo mês”, são apenas algumas delas e que tanto me ajudam a dar um mês como fechado;
  4. Tem imenso espaço no final do planner para escrever à vontade! Folhas lisas, quadriculadas,…
  5. Tem uma bolsinha na capa interior onde guardo documentos importantes;
  6. No planeamento semanal tem espaço para escrever sobre o que quisermos e que não se insira dentro dos dias e tem uma coluna à esquerda que nos faz definir o foco da semana (tão útil!)
  7. Em cada semana também podemos definir o top de prioridades pessoal e de trabalho.

Como planeio a minha semana (vídeo)

Depois de vos apresentar o meu planner favorito de todos os tempos, deixo-vos com este vídeo (eu bem disse que agora andava virada para o vídeo) onde vos mostro como planeio a minha semana no Passion Planner*.

* Não fui paga (infelizmente) para fazer publicidade ao Passion Planner. 😛

Mas agora digam-me:

  • São fãs deste tipo de “organização analógica” onde escrevem tudo à mão?
  • Já conheciam o Passion Planner?
  • O que usam para se organizarem, se é que usam alguma coisa?

Bora falar de organização e gestão de tarefas, adoro este tema! 😀

13 Comments

  1. Joana Sousa says:

    Que giro! Nem fazia ideia que isso existia – eu agora passei a ser adepta do bullet journal :p não o uso tanto quanto devia, mas a flexibilidade é mesmo a melhor maneira de eu não andar a deitar papel em branco ao lixo ahah 🙂
    Joana Sousa recently posted…Photo | A Walk in the SunriseMy Profile

    1. joan of july says:

      O bullet journal é awesome! 😀 Adoro a liberdade que dá em termos de fazermos os nossos próprios “gráficos”, sistemas de cores, etc.
      Escrever à mão traz imensa organização mental, não achas? 🙂

  2. Filipa M. says:

    Olá Catarina. Eu já conhecia o Passion Planner, mas sinceramente achei muito caro e por isso nunca o comprei (sou um bocado forreta). Tenho uma agenda anual das maiores da Mr. Wonderful que uso para a minha prática de gratidão e para listas de tarefas. Já para organizar o meu tempo, uso o Google Calendar e gosto muito. Tenho tarefas recorrentes pré-definidas para todos os dias, como o ritual matinal, o trabalho e a hora de dormir (que nem sempre consigo cumprir) e depois vou preenchendo os restantes espaços com as coisas que vou marcando e as tarefas que tenho para fazer. Tenho a App no telemóvel por isso posso consultar sempre que precisar. Para já, este sistema tem funcionado para mim, mas também gostei muito de conhecer o teu uso do Passion Planner 🙂
    Filipa M. recently posted…#8/100 – Ser muitas coisasMy Profile

    1. joan of july says:

      A tua forma de planear parece óptima, Filipa, e se funciona, não mexe mais! ahahahah
      Também tenho uma agenda da Mr.Wonderful e uso-a, mas não me enche as medidas na hora de planear tarefas mesmo, mas para eventos sociais é muito boa! 😀
      Quando ao Passion Planner, ele é caro, mas também consegui uma promoção muito boa perto da Black Friday. 🙂

      Beijinhos*

  3. Sofia Costa Lima says:

    Não conhecia este planner, mas achei-o super giro!
    O meu método de organização é um bocadinho híbrido: uso (e adoro) uma agenda diária da mr. Wonderful e depois uso também o Google Calendar, porque permite-me ter uma visão completa do mês, algo de que sinto falta na agenda. Mas, maioritariamente, prefiro usar a agenda. Nada como escrever tudinho à mão 🙂

  4. Marta CHan says:

    Aqui a louca da papelaria adoraaaa agendas claro! Já me tinhas falado.nesta agenda e realmente tem uma estrutura apelativa que puxa para a criatividade. Podes até usar washi tapes e os autocolantes mr wonderful =)
    Estou muito contente com a minha agenda nuts for paper mas para o ano vou experimentar o bullet journal.

  5. Catarina says:

    Gosto imenso de tudo o que seja organização, agendas e planners, portanto este post chamou-me logo a atenção. Já tinha ouvido falar neste planner, mas há tantos planners neste mundo tão completos, que acabo por me apaixonar por todos e nunca sei qual escolher. Consegui obrigar-me a usar apenas uma agenda – a da ban.do – e um bullet journal, para a complementar. Por enquanto tem corrido bem, mas já ando à procura de um planner para quando esta agenda acabar, e este planner já foi para a lista 🙂

  6. Catarina Gralha says:

    Apesar de gostar imenso de papel, há mais de 10 anos que mudei para o digital e não me arrependi nem um bocadinho. Utilizo o Google Calendar para coisas com data marcada e o Todoist para todo o tipo de tarefas. O papel deixou de funcionar para mim quando passei a ter reuniões e compromissos que dependiam de outras pessoas, e que mudavam com alguma facilidade devido à volatilidade dessas mesmas pessoas. Estar constantemente a apagar e escrever de novo dava muito mais trabalho do que simplesmente arrastar de um dia para o outro no Google Calendar. Para além de que sou uma moça muito ligada às tecnologias, ou não sou fosse essa a minha área de formação 😀

    De qualquer das formas, esse planner parece uma boa solução para quem continua (e muito bem) pelo mundo do papel. É como te digo, eu também preferia ter algo físico, se a minha vida fosse constante e sem mudanças de última hora 🙂
    Catarina Gralha recently posted…4 dias de comboio entre Moscovo e Irkutsk: a vida sobre carrisMy Profile

    1. joan of july says:

      Sim, compreendo perfeitamente que nessa situação o digital seja uma forma mais eficaz de conciliar agendas. Nem tinha pensado nisso, mas como na minha vida pessoal e extra-trabalho não dependo muito de outras agendas e disponibilidades, o papel está a servir-me maravilhosamente, para além de me ajudar a desbloquear a escrita quando começo a escrever no planner. 😀

  7. Joana says:

    eu sinto que a organização e todas as ferramentas que nos ajudem a delimitar objectivos e tarefas são brilhantes, especialmente para pessoas como eu que trabalham em casa, que procrastinam como respiram e que sem disciplina se perdem no netflix. costumo utilizar o todoist porque me permite aceder em qualquer dispositivo e riscar tarefas, dando-me uma sensação de compromisso cumprido que me motiva. no entanto tenho notado que ultimamente são mais as tarefas que adio para o dia seguinte do que as que consigo cumprir. talvez seja altura de mudar de sistema… o bom do papel é precisamente ajudar a visualizar melhor as tarefas como um todo e nesse caso uma agenda como esta seria uma boa ajuda. ah! o workflowy também é muito útil porque permite desdobrar as tarefas em várias etapas, ajudando à visualização, e está disponível digitalmente em qualquer suporte. infelizmente é muito aborrecido: eu preciso de cores e de alguma animação (hehe) para me organizar, penso que me ajuda a criar hierarquias de prioridades e a lembrar-me delas.

  8. Angela says:

    Olá Catarina, fiquei muito interessada neste life planner. Tenho vindo a ter algum interesse nesta matéria, mas até à data nunca comprei nenhum, em parte, devido ao preço. Já tive no site do Passion Planner, mas nao percebo de onde são. A minha questão é se corre o risco de ficar preso na alfândega. Se me pudesse orientar alguns planners que saiba que nao ficariam presos na alfandega, ou se fossem nacionais, ainda melhor.
    Muito obrigada

  9. Vânia says:

    Desconhecia o Passion Planner. Giro! Não funciono sem papel, sem cores, sem post-its e páginas para escrevinhar. Embora recorra pontualmente ao google keep para registar algumas coisas, não dispenso uma agenda e um caderno na minha mala, sempre. Eu uso as Daily Diary Planner da Moleskine. Habituei-me ao formato e quando olho para outras agendas chego sempre à conclusão que já encontrei aquela que me faz sentido, e é sempre essa. Já escrevi sobre ela no blogue (https://rainingdaysandmondays.blogspot.pt/2016/11/a-agenda-2017.html).

    1. Catarina Alves de Sousa says:

      As Moleskine também são óptimas! 😀
      Sou exactamente como tu: às vezes registo algo no Google Keep só para não me esquecer, mas assim que posso vou logo apontar na agenda. No que diz respeito à organização, também não funciono de outra forma e adoro!

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge