Sem categoria

How to lose friends & alienate people- Parte I

Já há algum tempo que ando com imensa vontade de fazer dois posts; um por cada problema do campo da amizade que detectei na minha vida.
O problema não sou eu, são eles. A sério!

Passo a explicar.

Sabem aquelas pessoas que estão numa relação há tanto tempo que parecem casadíssimas há quarenta anos?
Ou então, por outro lado, aquelas que estão a começar uma nova relação e que não têm- ou não querem ter- tempo para os amigos?

Não sejam dessas. Como é que sabem que são dessas? O primeiro sinal de alarme é quando começam a rejeitar a torto e a direito qualquer convite para estar com os amigos só para poderem estar com a cara-metade. Segundo sinal de alarme é quando aceitam alguns desses convites, mas levam o namorado para TODO o lado, mesmo quando se vão encontrar com um grupo de raparigas. Não há nada mais irritante do que estas duas situações.

Apesar de estar numa relação há já bastante tempo, tenho o orgulho de ser uma pessoa independente, que não precisa da ajuda ou da companhia do namorado para tudo na vida. Como diz a minha amiga Ana Clemente, é importante lembrá-los que somos mulheres e que temos uma vida. Eles têm que saber que, caso um dia nos decidam deixar, não vamos morrer de desgosto, porque temos amigos que vão estar aqui por e para nós, para o que der e vier.

Mas desenganem-se; se negligenciarem os vossos amigos e um dia finalmente precisarem deles, eles já cá não vão estar para vos apoiar quando vocês praticamente cagaram para eles e muito menos para vos dizerem aquilo que vocês vão querer ouvir.

Acreditem em mim.
Eu sou uma dessas pessoas.

 

Não vou estar aqui para vocês se cagarem para mim, capisce?

Esta epidemia de mulheres super dependentes dos namorados está a crescer e a espalhar-se cada vez mais e cada vez mais a vejo à minha volta. Vá, não sejam parvinhas. Acham que se não o virem por um ou dois dias que a vossa relação vai acabar? Por favor…
E isto é válido para eles também. O ideal é que cada um conserve os seus próprios amigos, aqueles que não são amigos em comum. Também conheço alguns casais em que uma das pessoas só tem amigos que são também do namorado e isso, pelo menos para mim, é péssimo.

Conselho de amiga: se estão nesta situação, façam o que puderem para recuperar as vossas amizades. Podem ainda receber convites dos vossos amigos, mas, ao rejeitarem-nos vezes e vezes seguintes, garanto que um dia esses convites vão cessar. Vão por mim.

P.S.- I love my girlfriends. 😀

3 Comments

  • Wendy

    Engraçado: depois de começar a namorar “recuperei” duas das pessoas mais fantásticas na minha vida 🙂
    É verdade que algumas pessoas ficaram para trás, mas não penso que seja devido a ter começado namorar. É um bocado por causa do tempo que passa, de modos de vida diferentes, de coisas que acontecem, independentemente de namorados.
    É triste, mas a verdade é que não mantemos toda a gente que conhecemos na nossa vida.

  • Catarina

    Sim, há amigos que perdemos naturalmente. Também deixei algumas pessoas para trás porque mudámos de vida, crescemos e já não temos nada a ver. Mas não quero perder amigos por negligência minha, isso não. 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *