7 places I want to visit while in Scotland

Posted on

No início do mês estabeleci – como já é costume – os meus grandes objectivos para este ano.

Se leram este post, sabem que um deles é ir à Escócia. É um sonho antigo visitar este país com que (literalmente) sonho desde muito pequena. País este que é palco de batalhas histórias memoráveis, cenário de filmes inesquecíveis (não, não falo só do Braveheart. Quando penso Escócia, penso logo no Transpotting) e de lendas e mitos celtas pelos quais sou praticamente obcecada.

E parece que estou cada vez mais perto de concretizar este sonho, porque os planos da viagem já começaram!
Até já temos um roteiro provisório e tudo. Em princípio, vou passar por aqui:

1. Edimburgo

73ba1b37d336b3ed50e7ddc34e6039d1

O primeiro dia vai ser para ver e viver Edimburgo. Como é uma cidade pequena, deve dar perfeitamente para ver as atracções principais. E a seguir… rumamos às Highlands!

2. Loch Ness

88ce88f79c34978a988b3903b637ada0

É o loch – ou lago – mais conhecido de toda a Escócia, exactamente por causa do famoso Monstro do Loch Ness).

As águas do Loch Ness são bastante frias, devido principalmente à sua latitude e à sua profundidade. O seu litoral é bastante pitoresco, com castelos como o de Eilean Donan, onde foi filmada a cena inicial do filme Highlander, ou ruínas de castelos, como o de Urquhart, em Drumnadrochit.

Curiosidade: Pensa-se que o lago Ness tenha sido modelado pelos glaciares da última era glacial.

3. Urquhart Castle, Drumnadrochit

c3bcef32f1d7a10853bfff88e484291b

Em posição dominante sobre as águas do famoso Lago Ness, este que já foi o maior castelo da Escócia, inscreve-se num dos mais belos cenários das Highlands, o que o torna uma atracção imperdível.
O castelo remonta ao século XIII quando os seus domínios foram doados à poderosa família Durward.

Após a invasão de Eduardo I de Inglaterra, o castelo e seus domínios caíram em mãos inglesas; foi reconquistado e novamente perdido.
Teve um papel importante nas lutas pela independência da Escócia, e ficou sob o controle de Robert the Bruce, após este se ter tornado rei dos escoceses.

Nos séculos XV e XVI, o castelo e o vale foram frequentemente atacados a partir do Oeste, pelos MacDonalds, ambiciosos Senhores das Ilhas, vindo a ficar, em função dos mesmos, bastante danificado.
Nos séculos seguintes o castelo foi abandonado e caiu em ruínas, tendo os moradores da região reaproveitado as suas pedras nas suas construções.

4. Eilean Donan Castle

92481a8690d5db247593356e9348a95c

O castelo original foi construído em inícios do século XIII, como uma defesa contra os Vikings. Ainda no século XIII, tornou-se uma fortaleza do clã Mackenzie de Kintail (posteriormente, condes de Seaforth). Em 1511, o clã Macrae, como protector dos Mackenzies, herdou o castelo.

Em 1539, Iain Dubh Matheson, chefe do clã Matheson, morreu na defesa do castelo contra o clã MacDonald of Sleat, em aliança aos Macraes e aos Mackenzies.

Em abril de 1719, o castelo foi ocupado por tropas espanholas que tentavam iniciar uma nova revolta jacobita. O castelo foi, todavia, recapturado e então demolido por três fragatas da real marinha, em maio de 1719. As tropas espanholas foram derrotadas um mês depois na batalha de Glen Shiel.

O castelo foi restaurado entre 1919 e 1932, pelo tenente-coronel John Macrae-Gilstrap. A restauração incluiu a construção de uma ponte arcada a fim de oferecer um acesso mais fácil à ilha. Em 1983, a Conchra Charitable Trust foi fundada pela família de Macrae para cuidar do castelo.

Curiosidade: Eilean Donan possui uma das duas únicas escadas em espiral para canhotos situadas em castelos na Grã-Bretanha, visto que o rei do tempo da construção do castelo era canhoto. Outras curiosidade são um canhão cinza da Grande Guerra, situado fora da construção, e um memorial aos Macraes mortos durante esse confronto.

5. Cawdor Castle, Cawdor Castle Garden & Cawdow Castle Forest

a0b5136f077f4a973aff174a9a1e19b9

O castelo é, talvez, mais conhecido pela sua ligação literária com a tragédia Macbeth, de William Shakespeare, cuja personagem principal foi eleita Thane de Cawdor.
A história é fictícia e o próprio castelo foi construído muitos anos depois dos eventos representados na peça, mas não deixa de ter interesse por isso. 🙂

A primeira data documentada para o castelo é o ano de 1454, quando foi concedida uma licença de construção a William, Thane de Cawdor (não Mcbeth, portanto).

Algumas partes do castelo podem preceder essa data. Aliás, alguns historiadores de arquitectura têm datado o estilo de trabalho em pedra na parte mais antiga do edifício como remontando, aproximadamente, a 1380. (Wikipedia)

98b49fba7fe8433263abf2d9777afc98

1598ef80270f6bdf8a1789c010373b78

6. Inverness

cee0b27ca04160a860db91ab0485d3ef

É a cidade em que vou passar a maior parte do tempo, a fim de ficar mais perto das Highlands e do percurso dos castelos.

7. Leakey’s Secondhand Bookshop, Inverness, Scottish Highlands

04f4bfbe1ffdf66966879c8f4052cdff

Aka. o meu paraíso é na Escócia e suspeito que vou cá deixar muitas libras… Nem posso esperar por entrar nesta loja! Querem que vos traga alguma coisa? 😀

Estou tão entusiasmada com esta viagem que nem sei bem como o expressar!
Entretanto, vou também tentar concretizar outro grande objectivo antes a viagem e que me ajudará a tirar o máximo proveito dela: tirar o curso de fotografia de que falei nos objectivos para 2015 também. 😀

Alguém por aqui já foi à Escócia e, em especial, às Highlands? O que aconselham que visite em Edimburgo? Alguns conselhos para os passeios nas Highlands? 😀

– – – – –
Disclaimer: os factos históricos são da Wikipedia (não os inventei) e as fotos são do Pinterest. Se tudo correr bem, mais tarde terei as minhas fotos destes sítios para partilhar. 😉

11 Comments

  1. Marta Chan says:

    Ai que maravilha de publicacao, apeteceu me pegar no proximo aviao e rumar a escocia. Embora tb esteja na minha lista 2015, tou indecisa se vou na primavera para ver verdinho ou mais para o inverno com a magia do braquinho. Ja anotei umas dicas, grazie=)*

  2. isa machado says:

    A minha irmã foi viver para a Edimburgo, foi-se juntar ao namorado que já lá estava. A minha próxima viagem também será para lá com certeza! 🙂

    Isa M., Tic Tac Living

  3. Mafalda Almeida says:

    Estive em quase todos e posso recomendar muitos mais! A Escócia não se esquece e acredito que não se visita só uma vez! Beijinhos

  4. Margarida Ribeiro e Silva says:

    Catarinaaaaa, leva-me na bagagem! Adorei Edimburgo e tive muita pena de não ter conseguido ir às Highlands 🙁 Quando descobrimos que havia um shuttle baratinho para lá, já não conseguimos fazer reserva.

  5. Analog Girl says:

    Nunca fui mas também é país que me deixa fascinada.
    Estou em pulgas para saber o que aí vem… 🙂
    Quando vais, já sabes?

    Eu, se tudo correr bem, dou um saltinho à Irlanda, que também é país para me deixar fascinada… 🙂

  6. Inês Silva says:

    Sim a tudo! Como tenho quase a certeza que vais lá antes de mim, espero uma bela tonelada de fotos :3

    1. joan of july says:

      E assim será, Inês. Pelo menos com isso podes contar (como não?) 😉

  7. My Vienna and Bratislava trip anniversary – personal / lifestyle /DIY says:

    […] próxima semana. Não acredito (mais uma vez) que o tempo passou tão rápido entre o momento que anunciei pela primeira vez que ia à Escócia e o momento presente. É de doidos a velocidade com que os […]

  8. Castles, Lochs and Mountains in the Scottish Highlands – personal / lifestyle /DIY says:

    […] turísticas, o Castelo de Eilean Donan era o que mais queria visitar. Para quem não leu este post, este castelo foi construído no séc. XIII como defesa contra invasões Vikings. Durante vários […]

  9. Nancy Wilde says:

    Falta aí Glasgow! E St Andrews!! Olha, fui a Inverness e nem fui a essa bookshop :((((
    Acho que a Escócia é daqueles países que tens mesmo que conduzir ou alguém contigo que conduza… Não foi o meu caso :/ Gostei muito das tuas escolhas anyway.

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge