Lomografias digitais pelo Porto

Posted on

Se há coisa de que tenho vindo a aprender a gostar é do mau tempo e do Inverno. E ainda bem que assim é, caso contrário teria ficado muito decepcionada com a minha última visita ao Porto neste fim de semana passado (e feriado).
Mas não. O Porto nunca desilude e, qualquer que seja o estado do tempo ou o seu estado de espírito, recebe-me sempre, mas sempre de braços abertos.

Desta vez, para documentar os meus passeios, decidi que ia resistir à tentação de usar várias objectivas (o que não me impediu de andar com elas todas às costas…), mas que ia fotografar apenas com a minha objectiva Holga (lembram-se de ter falado dela aqui?)

porto.street-art2

porto-street-art

clerigos2

porto3

Esta foi uma objectiva baratíssima (18€) e não muito robusta de construção, uma vez que é feita de plástico barato. As fotos não saem com qualidade e é péssima para fotografar com pouca luz (como já vão perceber), mas há algo no efeito que dá às fotos que me encanta, tal como me encantam os efeitos das lomos (em especial da Holga, neste caso) e que só é possível precisamente pela falta de nitidez e de limpidez, mas também pelo seu carácter escuro, pela vinheta natural que faz nas fotos e pelo grão que nelas fica.

porto-miradouro

porto

porto5

gaivota

porto2

clerigos1

porto-street

aqui tinha falado sobre a beleza das fotos imperfeitas, mas nunca é de mais relembrar esta citação de Henry Carroll retirada do livro “Read This if You Want to Take Great Photographs”:

“Sometimes you can’t have it all and it’s far better to capture the right moment with the wrong settings, rather than the wrong moment with the right settings.”

porto-lomo

sao-bento-relogio

porto-sao-bento2

Mais uma vez, ao deambular sem outro rumo que não todos os cantos possíveis da minha cidade, dei por mim a pensar também (e muito) em Edimburgo e nas similaridades inegáveis entre as duas cidades, sendo que uma delas é invisível aos olhos: ambas me fazem sentir em casa, fazendo-me querer regressar uma e outra e outra vezes.

porto-sao-bento

foz5

Esta mudança de cenário brusca deve-se ao facto destas fotos terem sido tiradas em dias diferentes. Estas já foram tiradas na Foz durante um pôr do sol em tons dourados e cor-de-rosa após outro dia “feio”.

foz4

foz3

foz2

homem-do-leme

porto-casa-foz

Não sei se preciso de o dizer, mas estas cores são 100% naturais! O céu estava mesmo de todas estas cores! Estava tão lindo que sou capaz de ter tirado mais fotos ao céu do que a qualquer outra coisa nesse fim de semana. 🙂

foz6

E vocês, por onde andaram esta Páscoa? Também andaram a fotografar? Já agora, apreciam este efeito lomo nas fotos digitais?

25 Comments

  1. Joana Sousa says:

    As cores do céu! Também andei de máquina em punho, confesso 🙂 e gosto particularmente dessas últimas fotos!

    Jiji

    1. joan of july says:

      Obrigada, Joana! 😀
      Sim, imagino que tenhas andado. 😉

  2. Helena dos Santos Pereira says:

    As fotos ficaram lindas, mesmo as mais escuras!
    Tenho de comprar um lente assim!

    Lena’s Petals xx

    1. joan of july says:

      Obrigada, Helena! 😀
      Sim, compra! Vale a pena e são baratinhas. 🙂

    1. joan of july says:

      Não podia concordar mais, Daniela! 🙂

  3. Madalena Lopes says:

    Esses pores do sol! 🙂 Por momentos pensei que tinha voltado para Florença, nunca tinha visto finais do dia tão bonitos

    1. joan of july says:

      Este pôr do sol em especial estava realmente do outro mundo, nem eu tinha visto um tão bonito no Porto. 😀

    1. joan of july says:

      Obrigada, Xiá! Amo essa citação e faz todo o sentido. 🙂

  4. Catarina Paiva says:

    Conseguiste perfeitamente captar a mística portuense! Sabes como adoro lomos!

    1. joan of july says:

      Ohhh obrigada, Catarina! Tu e eu. :)*

  5. Maria says:

    As fotografias estão super giras. Não tinha conhecimento deste género de lentes, mas o efeito/resultado final fica mesmo super giro. Gosto especialmente da terceira fotografia 🙂

    1. joan of july says:

      Fico super contente que tenhas gostado, Maria! :D*

  6. Ana S. says:

    As fotografias ficaram tão giras, super parecidas ao resultado de uma lomo! Infelizmente nunca tive uma e admito que não conhecia esse tipo de lentes, ainda que não me impressione pois tudo existe! O livro do Henry Carroll já me tinha chamado a atenção, creio que já falaste ou mostraste-o em alguma fotografia num outro post e desde aí que namoro o livro! Tenho de o comprar, não é nada caro e parece-me super interessante!

    Aonde (não) estou

    1. joan of july says:

      Obrigada, Ana! Tens toda a razão, tudo existe! ahahah
      Sim, já tinha mostrado este livro no Instagram (creio) e já tinha mencionado essa citação noutro post. Agora estou a pensar em fazer uma review. 🙂

  7. Vanessa says:

    Adoro este tipo de efeito nas fotos, as imperfeições que tornam as fotos perfeitas. Acho que é aquilo que mais pica dá é isso: captar a beleza no imperfeito. 😀
    Esta Páscoa mergulhei um bocadinho nas macros, pouco mais, ainda andei à caça de abelhas, mas não correu tão bem como esperava.

    1. joan of july says:

      É isso mesmo, a imperfeição dá um certo encanto às fotos, sem dúvida nenhuma. Eu, pelo menos, sou fã da estética “imperfeita”. 🙂
      Então? :O Não correu bem por motivos técnicos ou porque não encontraste abelhas? 😛

      1. Vanessa says:

        Motivos técnicos. Elas eram tantas, mas havia vento, ou seja, aquilo já parecia uma espécie de Black Friday em plena natureza xD apanhei algumas, mas não ficaram nada de espectacular.

  8. bejamespencer says:

    Adoro o Porto, como tu dizes não há como não gostar. Adoro o efeito que essa lente dá às fotos, tenho uma certa paixão pela lomografia, esse grão nas fotos dá-lhe um certo encanto que não sou capaz de explicar. Gostava muito de me atrever neste mundo, mas acho que ainda me falta tanto no mundo da fotografia dita normal.
    Beijinhos

    1. joan of july says:

      Obrigada, querida! 😀 Então, porque não te aventuras? Temos que começar por alguma lado, não é verdade? E o que é a “fotografia dita normal”? 🙂

  9. Inês Silva says:

    Gosto muito das fotos de s.bento, acho que a lomo lhe deu aquele ar melancólico que muitas vezes essa estação tem. As cores das fotos, daaaaaamn!

    1. joan of july says:

      Obrigada, Inês! 😀 Achei que era uma boa aposta fotografá-la com a Holga e acho que fiz bem. Tinha saudades de ver o efeito lomo nas fotos. 🙂

  10. Inês Serôdio says:

    fotos incriveis! quero tanto lá voltar!

    beijinho,
    Moi by Inês

  11. As Aldeias do Xisto, a Casa do Quelho e Janeiro de Cima says:

    […] Marvão e cidade romana de Ammaia Castelo de Almourol, Ferreira do Zêzere e Tomar Lisboa: São Bento e Adamastor Lisboa: Paço do Lumiar Serra da Arrábida e praia do Portinho da Arrábida Lagos, Lagoa e Silves Porto: Palácio de Cristal Porto: Parque de São Roque Porto: Baixa e Foz […]

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge