8 motivos para visitar Bruges (spoiler: romance, estrelas Michelin e nostalgia)

Posted on

Se me têm acompanhado no Instagram (e mesmo aqui no blog), sabem que, este mês, passei uns dias em Bruges, na Bélgica. No post de hoje venho não só mostrar-vos algumas fotos desta viagem, mas também explicar-vos porque é que este é um fantástico destino de viagem que devem mesmo adicionar às vossas bucket lists, se ainda lá não estiver.

Eat

Chocolate, chocolate e mais… waffles

Os amantes de chocolate vão delirar com esta pequena cidade Belga! O chocolate belga é, provavelmente, a exportação mais célebre deste país e Bruges não decepciona no que diz respeito a esta iguaria. Não só tem o museu do chocolate – o Choco Story -, o qual aconselho muito que visitem (vou entrar em detalhes sobre isto noutro post), mas também o The Chocolate Walk, que é basicamente uma rua cheia de lojas que vendem aquilo que parecem ser obras-primas feitas de chocolate.

E se acham que o chocolate é igual em todo o lado, das duas uma: a) procurem tratamento ASAP ou b) vão à Bélgica (e/ou à Suíça) e logo falamos.

Cerveja, sim, também

Bem, eu detesto cerveja, mas os apreciadores desta bebida também vão delirar em Bruges, aliás, na Bélgica em geral. Mas sabem? Eu, que detesto cerveja, provei duas (do meu namorado) que eram perfeitamente aceitáveis. Ele adorou.

Boa comida

Ok, nem só de chocolates, waffles e cerveja uma pessoa se alimenta.

Bruges é um eterno romance entre a cidade e todos os nossos sentidos. Um fim de semana em Bruges, é um fim de semana perfeito em que todos os nossos sentidos são mimados ao máximo e o gustativo não fica nada atrás; a cidade está cheia de restaurantes incríveis! Não sei quanto a vocês, mas hoje em dia, quando viajo, já não me alimento só de McDonald’s e supermercados. Durante o dia, sim, querem-se refeições rápidas e descomplicadas, mas à noite queremos refeições mais demoradas, em que nos permitimos saborear cada garfada sem pressa. Até porque tudo fecha cedo em Bruges.

O cheiro

Ok, ninguém vai visitar um país ou uma cidade só porque cheira bem, mas se um dia visitarem Bruges vão perceber que o aroma a chocolate e a waffles que se sente permanentemente nas ruas, contribui para a criação de memórias lindíssimas desta viagem.

Pray

Pela arte

 

Apreciadores de arte e, em especial, apreciadores de pintura, vão encontrar em Bruges uma Meca artística que não podem deixar de visitar algures na vida.

Em tempos medievais, Bruges foi a capital da Flandres, com Philip the Good (Filipe III de Borgonha) a fixar a sua corte em Bruges, mas também em Bruxelas e Lille algures no séc. XV. Esta mudança na cidade atraiu um grande número de artistas, mas também de banqueiros e outras personalidades proeminentes na Europa, tornando Bruges numa cidade riquíssima na altura, algo também facilitado pelo comércio activo.

Um dos pintores mais famosos em Bruges foi Jan van Eyck, que tem várias obras expostas no Groeninge Museum de Bruges, cuja visita – mais uma vez – aconselho vivamente.

Se forem a Bruges e visitarem o Historium (museu de História e viagem medieval), a história que vos for apresentada terá relação a van Eyck, mas não vou spoilar a história completamente.

Para além da pintura, Bruges também é rico em arte sacra e igrejas lindíssimas que não vão querer perder se estiverem por lá.

Saciar a paixão pela época Medieval

Se forem como eu, ou seja, com um fascínio enorme por esta época, vai amar Bruges. Nunca tinha visto uma cidade medieval tão bem preservada! Aliás, o centro histórico de Bruges é património da UNESCO, por isso podem imaginar.

Love

É perfeita para quem não tem muito tempo para viajar

Se não tiverem muitos dias de férias para tirar, mas quiserem, ainda assim, viajar para fora do país, Bruges é uma opção maravilhosa, pois vê-se em pouquinhos dias e faz-se muito bem a pé, já para não falar que entre Lisboa e Bruxelas são pouco mais de duas horas de viagem. De Bruxelas a Bruges também é só uma hora (ou uma hora e pouco) de comboio.

É (super) romântica

Apelidada de “a Veneza do Norte”, Bruges é uma cidade incrivelmente romântica. Não é que não possam ir com amigos ou família, claro, mas ir com o nosso par romântico a Bruges é uma experiência muito especial. Não há como não nos sentirmos em clima de romance em Bruges. É uma combinação de restaurantes intimistas, de luzes interiores suaves e nunca agressivas ou fluorescentes, de pontes antigas, de casas fofinhas, de um rio, dos canais, do parque Minnewater, das carruagens de cavalos que atravessam a cidade….

Em resumo…

Bruges é Romance, estrelas Michelin e Nostalgia. Um pequeno palco perfeito para uma viagem curta, mas intensa e repleta das melhores coisas desta vida.

Espero que tenham gostado destas minhas razões para visitarem a “Veneza do Norte”.

Bruges também está na vosso bucket list ou acabou de entrar para ela? 🙂

4 Comments

  1. Daniela Soares says:

    Eu vou a Bruxelas no início do ano mas vai ser uma viagem muito curta, de apenas 2 dias e meio por isso não sei se vamos sair de lá mas Bruges parece-me muito bonita mesmo.:)

    Another Lovely Blog!, https://letrad.blogspot.com/

    1. Catarina Alves de Sousa says:

      Oh, que pena… Mas podes sempre voltar e fazer a mini-viagem de Bruxelas a Bruges. Vale mesmo a pena. 🙂

  2. Patrícia L. says:

    Vou a Bruges no segundo fim-de-semana de Janeiro, por isso gostei muito do teu post. Só tenho duas dúvidas, que espero que me possas ajudar:
    – É uma cidade muito fria? Que tipo de roupa aconselhas levar?
    – Qual é a melhor forma de chegar a Bruges, apanhar o comboio directamente do aeroporto de Bruxelas, ou ir até à estação central de Bruxelas e depois aí apanhar um comboio para Bruges?

    Obrigada, beijinhos!

    1. Catarina Alves de Sousa says:

      Olá Patrícia,

      Que bom! Vais adorar! 😀
      Respondendo às tuas questões:

      1. Eu em Novembro apanhei 2 e 0 graus à noite, por isso em Janeiro pode estar ainda mais frio. Eu gosto sempre de usar uma camisola fininha/interior + camisa + camisola quentinha + casaco (quente também) + luvas + cachecol + gorro. Eu ando sempre de collants, mas grossas e mais um par de meias. Mas eu sou MEGA friorenta.
      2. Podes apanhar o comboio logo na estação do aeroporto de Bruxelas. É mais prático e vai directo para Bruges. Escusas de ir à estação central. 🙂

      Diverte-te muito por lá!
      Beijinhos*

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge