Sem categoria

Catarina e a caixa de esmolas

Eu não sou nada chorona. Não sou. Não chorei no Titanic, nem no Hachiko e muito menos no Marley&Me. Sou uma pessoal emocional- fervo em pouca água-, mas nada chorona.

O que não quer dizer que, muuuito de vez em quando, me passe completamente e tenha uma reacção totalmente atípica.

Vou contar-vos uma história que dá um bom exemplo disto que vos digo.

Na passada quinta-feira, eu e três colegas de trabalho- um deles meu amigo há mais de 10 anos- fomos lanchar ao Starbucks a seguir ao trabalho. Enquanto descíamos a Avenida da Liberdade e íamos conversando alegremente, o meu amigo dá um belo de um pontapé na caixa das esmolas de um(a) mendigo/a. Sem querer, claro, mas devido ao desconforto provocado pela situação, sentiu-se constrangido e não conseguiu voltar atrás para pedir desculpas.

E o que é que faz a Catarina?

A) bate e insulta o amigo;

B) chora;

C) Vai atrás pedir desculpa ao senhor ou senhora.

Resposta correcta: alínea B, por mais estúpido que pareça (e é). Não consigo explicar isto e não sei o que me deu. Deve ser hormonal ou assim. Ai a TPM, vamos culpar a TPM… Às vezes acontece. Aqui há uns meses também me deu para chorar ao telefone quando a minha mãe me disse que tinha dado a uma colega a tartaruga do meu irmão. E eu nem sequer gosto de tartarugas… 😡

Leave a Reply

Your email address will not be published.