home,  personal

Home sweet (new) home

Agora sim, já tenho data para mudar de casa. E a data é… este fim-de-semana!
Vocês não estão bem a ver a vontade com que estou de mudar de casa. Cá em Lisboa estou na mesma casa desde 2008. É uma casa alugada- aliás, um quarto- na Quinta das Conchas. Mudei-me para lá nesse ano, em Setembro, depois de acabar a licenciatura. Na altura estavam lá amigas minhas, que ainda hoje o são, por isso não houve dúvida sobre onde ir a seguir e não tive que andar a ver apartamentos pela cidade toda, como quase toda a gente tem que fazer. Antes disso vivia numa residência de estudantes (de graça) em Alcântara. Foram tempos interessantes, mas também já estava com imensa vontade de morar noutro sítio. Agora, pensando bem, tenho saudades desses tempos e sinto alguma pena de não os ter aproveitado melhor. Comigo é sempre assim: no momento quero sempre estar noutro lugar ou noutra situação, mas depois quando estou, só quero é voltar atrás. Enfim…

Voltando à história:
No final daquele ano lectivo (2009), quase todas as minhas amigas foram embora; a maioria voltou para as suas terras fora de Lisboa e eu permaneci cá. Felizmente sempre tive qualquer coisa para fazer: mestrado, cursos, estágios, etc. Entretanto partilhei casa com os seres mais idiotas que possam imaginar, com uma das minhas melhores amigas, com alunas de Erasmus, etc.

O que nos traz de volta ao presente.
Depois de tudo isto- contado de forma muito, muito resumida- está mesmo na hora de mudar; de ter o meu cantinho permanente, sem senhorios, alugueres, etc… E com o namorado!
É só mais uma fase na vida, mas não é aquele big deal que fazem nos filmes. Não é por isso que uma relação séria se torna mais séria e não é isso que vai fazer com que me torne numa “senhora casada” (cruzes, credo…). Venham mais ladies’ nights, friends’ nights, shots, copos, o que quiserem. I’m still in. Hell, I’m more in than ever. ?

3 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *