Páginas Salteadas,  recipes

Páginas Salteadas: o jantar diário de Eleanor Oliphant

Eleanor Oliphant é uma das protagonistas femininas mais interessantes com quem já me cruzei nas minhas leituras. Excêntrica, desenquadrada e socialmente desajustada, Eleanor Oliphant é uma mulher cuja história merece ser lida. Acompanham-me n’ A Educação de Eleanor e na minha receita deste mês para o Páginas Salteadas?

O livro: A Educação de Eleanor, de Gail Honeyman

Resultado de imagem para eleanor oliphant is completely fine
Foto daqui: Who is Madisyn
Nota: não tenho foto do livro físico porque li-o no Kobo. 🙂

Eleanor trabalha em contabilidade numa empresa de design. Todas as manhãs acorda, vai para o trabalho, almoça a mesma sandes todos os dias e, às 17h, volta para a casa, onde janta massa com molho pesto (todos os dias) enquanto vê televisão. Quando precisa, junta um – ou vários – copos de vodka a esta rotina.
Uma vez por semana, às quartas-feiras, recebe a habitual chamada telefónica da mãe, com quem tem uma relação, no mínimo, complicada.

Eleanor não precisa de mudanças de rotina, não precisa de novos desafios profissionais, não precisa de amigos. Eleanor Oliphant está óptima. Ou assim pensa.
Assim que conhece Raymond, o novo técnico informático da empresa, a sua vida sofre uma reviravolta e Eleanor vai sendo exposta a situações e pessoas diferentes. Pouco a pouco, vai saindo da sua zona de conforto e confrontando o passado que achava ter esquecido para, mais tarde, revelar uma história pessoal extremamente dramática e inesperada.

Em termos de leitura, é um livro apaixonante que recomendo a toda a gente. E não se deixem assustar pela parte em que revelo que a história por detrás da personagem principal é triste: a história é contada de forma positiva, ritmada e, por vezes, hilariante.

Tenho um fraquinho por inadaptados, confesso.

A receita: massa com pesto e legumes

Normalmente, nas receitas que faço para o Páginas Salteadas, gosto de fazer algo inesperado. Portanto, esta é uma excepção. Para esta receita, escolhi a típica refeição de todos os dias que a Eleanor comia, sozinha, em casa.

O twist é apenas um acrescento de legumes salteados e de queijo ralado. Ah, e de uma segunda taça! Sim, vou fingir que a Eleanor convidou o seu amigo Raymond para jantar, ao invés de comer sozinha em frente à televisão.

A receita

Bem, na verdade… não tem muito que saber, mas vamos lá!

Ingredientes para a massa:

  • Massa (da vossa variedade favorita)
  • Legumes à vossa escolha

Ingredientes para o molho pesto:

  • 80 g de pinhão
  • 2 dentes de alho
  • 80 g parmesão ralado
  • 40 g de manjericão fresco
  • 1 c. de café de sal
  • 10 c. de sopa de azeite

Preparação do molho:

  • Coloca num almofariz as folhas de manjericão, os pinhões e os dentes de alho.
  • Pisa com o pilão até formar uma pasta.
  • Junta o queijo ralado e mistura. Vai acrescentando o azeite a pouco e pouco, misturando tudo.

Se não quiseres ter este trabalho todo, compra o molho pesto do Lidl que é absolutamente delicioso!

Para variar, a receita deste mês foi bem básica como um lembrete de algo bom e delicioso que podem fazer quando estiverem sem ideias para cozinhar.

Seja feito por vocês ou não, da próxima vez que comerem massa com molho pesto lembrem-se de Eleanor Oliphant. 🙂

Agora, vamos espreitar as receitas das minhas partners in crime!

2 Comments

  • Andreia Moita

    Jura que fizeste a massa da Eleanor? ADOREI! Ver aqui a receita é como quando vemos em filme aquilo que lemos. Gostei imenso desta nossa Eleanor. E sim a história apesar de triste ou pesada é contada de forma super dinâmica e ligeira. Adoro os momentos em que Eleanor usa do seu sarcasmo, sem saber que o está a fazer, porque na verdade ela pensa mesmo assim.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *