mejores doctores en América Dapoxetina elección de plan de seguro médico
2 In personal

O meu ‘hygge weekend’ e as melhores coisas desta semana

Este fim de semana que está a acabar foi um dos melhores que tive recentemente (sim, mesmo contando com o final de 2016). Já me andava a dever algum tempo de qualidade comigo mesma. Como comprei a minha bicicleta esta semana, juntei o útil ao agradável e mimei-me como mereço.
Mas antes do fim de semana, a minha semana também não foi nada má. Vocês sabem como gosto – de vez em quando – de fazer este pequeno exercício de gratidão aqui no blog e se há semana que o merece, é esta.

As melhores coisas que me aconteceram esta semana

Terminei um trabalho “grande” como freelancer

Estava desde Novembro (acho) a fazer a revisão de um livro que será publicado de forma independente. É um estudo sobre Castro Laboreiro, muitos factos, muitos números e… (muito) trabalho minucioso, que fiz com o maior dos cuidados e carinho pela obra e pelo trabalho do autor.
Depois de tanto trabalho, eis que o terminei oficialmente na quarta-feira! Não imaginam o alívio e a carga que me saiu dos ombros com o fim deste trabalho. Além disso, prometi a mim mesma que me ia dedicar a um projecto literário só meu após terminar este. Superado o “obstáculo”, estou agora pronta para trabalhar o meu projecto.

Fechei uma boa parceria

Tenho recebido algumas propostas interessantes aqui para o blog, mas considero que pouca coisa se enquadra com este meu cantinho. Porém, esta semana fechei uma que tem tudo a ver e que me deixou muito feliz! 🙂

Vi Vikings

Podem pensar “mas o que é que isso tem de especial?” Tem, porque é a minha série favorita (a par de Game of Thrones) e porque achei que ia ter que esperar até Fevereiro por episódios novos. Qual não é o meu espanto quando um dia estou a fazer zapping pelo TVSeries e me deparo com episódios da 4ª temporada que eu ainda não tinha visto?! Eu que pensava que a temporada 4 tinha acabado quando o Ragnar voltou a Kattegat e desafiou os filhos todos para lhe tirarem o lugar como rei. Pronto, desculpem, já parei, mas a felicidade é real.

Comprei a bicicleta

Ora aqui está algo que não precisa de grandes explicações. Comprei uma bicicleta!! 😀 O que há para não ser bom? É a primeira bicicleta que tenho em Lisboa e em adulta. Mas foi uma luta para escolher uma… como o meu namorado é um verdadeiro entusiasta do ciclismo e dos trilhos, não queria que eu comprasse uma Pasteleira (que são só lindas…) porque com uma não ia ser capaz de o acompanhar em trilhos na natureza. Como eu não quero só andar em cidade, ou melhor, em estrada, custou-me, mas cedi porque vi que ele tinha razão. Comprei uma crosstown, que é uma bicicleta polivalente, preparada para os terrenos mais acidentados de uma cidade, que passa por terra, gravilha, buracos, etc., e que pode bem ir fazer trilhos para o Monsanto, por exemplo.

A outra luta foi arranjar uma que fosse minimamente feminina, mas depois encontrei esta preta e rosa, da Berg, com uma pintura mate e cujas características foram aprovadas pelo “perito”. Pronto, foi a vencedora! 😉

Recebi propostas de trabalho(s)

Confesso que até fico parva com a quantidade de coisas boas que me estão a acontecer em termos de trabalho este ano, apesar deste ainda estar muito no início. Algumas têm a ver com fotografia, outras também, mas indirectamente. Não vou falar muito sobre isso para já, porque quero contar-vos melhor, mais tarde, num post dedicado às novidades.
Mas estou muito, muito feliz! Não, não vou deixar o meu “day job”, são trabalhos como freelancer, tal como a revisão do livro. 🙂

A primeira tertúlia do Bloggers Camp

É verdade! A primeira tertúlia do Bloggers Camp aconteceu esta sexta-feira, dia 13, no Kaffehaus e – coincidência das coincidências – éramos 13 à mesa!
Porém, tudo correu bem, ninguém teve azares maiores (que eu saiba) e foi super divertido! Fico com imensa vontade de repetir a experiência com outras tertúlias e outros temas.

O fim de semana

Bem, este fim de semana estive mais por conta própria (o moço também tem hobbies) e aproveitei para estar sozinha e mimar-me. Mas os mimos foram também em forma de exercício.
Peguem na bicicleta e pedalei no sábado 9 km. às voltinhas na Quinta das Conchas e dos Liláses (mesmo em frente a casa) para ir conhecendo a bicicleta e para me ir habituando a pedalar bastante tempo seguido. Aproveitei e fui também a uma loja comprar umas coisinhas cá para casa, deixando a bike “estacionada” lá fora com a sua corrente nova. 😀

Ando a ler The Little Book of Hygge e estou absolutamente obcecada pelo conceito. Há tanta coisa sobre mim que faz sentido agora e que se explica pelo fenómeno dinamarquês do Hygge! Às tantas é como a Marta diz e, numa vida passada, fui viking ou celta.
Não vou explicar a fundo o conceito, pois gostava de o abordar mais tarde e em maior detalhe, mas Hygge é uma palavra dinamarquesa que se refere à sensação de conforto e bem-estar que vem da segurança, calor e felicidade do lar, da companhia do nosso núcleo de amigos/família mais chegados, da boa comida, momentos de relaxamento, bebidas quentes e comida boa.

No meu passeio de sábado aproveitei para fazer uma pausa a lê-lo na Quinta das Conchas. O dia estava tão lindo e eu estava tão feliz e relaxada que era mesmo o que me estava a apetecer.

Descer os caminhos pelo meio das árvores a grande velocidade foi uma experiência fantástica também. Por momentos, esqueci-me que estava na cidade e deixei-me enfeitiçar pela música da minha playlist inspirada na série Vikings. Foi um momento mágico patrocinado pelos meus phones sem fios que me dão música enquanto meu telemóvel permanece em segurança na mochila. Prendinha do pai pelo Natal. São tão, mas tão bons!

Hoje, domingo, fiz um percurso diferente e fui desde minha casa (Lumiar) até ao Marquês de Pombal e voltei.

Decidi ir conhecer as novas ciclovias da Avenida da República e fiquei impressionada! Fui quase o tempo todo por ciclovias, algo que nem sabia ser possível, e quando não fui, também não estava quase ninguém nos passeios. Mas cheguei a ir pela estrada mesmo, algo que me dava imenso medo até – bem, até ontem. Ultrapassei hoje o meu medo de pedalar junto aos carros e estou tão orgulhosa de mim mesmo por isso e pelos 13 km. que fiz hoje!

Para terminar a tarde, permiti-me um longo ganho de imersão quentinho, com direito a velas e a música relaxante – as árias fofinhas d’A Flauta Mágica, de Mozart, entre elas – e fiz vinho quente com especiarias pela primeira vez. Não ficou nada mau e serviu para me deixar bem quentinha.

Este fim de semana delicioso vai ser terminado também da melhor maneira: filme, namorado, gatos, mantas e com os planos para a próxima semana, que já se começam a delinear quase sozinhos. Spoiler alert: vai envolver bicicletas outra vez. 🙂

Espero que o vosso fim de semana esteja a ser maravilhoso e reparador, para que comecem a nova semana cheios de energia e motivação! 🙂

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Catarina Gralha
    17/01/2017 at 7:44 PM

    Também arranjei (não comprei, deixarei esse plano lá para Julho) uma bicicleta! Já não andava há mais de 10 anos… Tem sido muito bom, adoro passear com ela. Como a bicicleta é antiga e não tem mudanças, algumas subidas não têm sido nada fáceis, mas é da maneira que faço mais exercício 😛 Parece que este início de 2017 está a ser muito bom para, fico contente 😀
    Catarina Gralha recently posted…Roteiro de 4 dias em São Petersburgo, na RússiaMy Profile

  • Reply
    Vânia Duarte
    18/01/2017 at 12:01 PM

    Sabes quando cheguei a segunda-feira tive exactamente o mesmo sentimento de ter tido um fim-de-semana absolutamente genial e que começou logo com a tertúlia. Foi brilhante e estou ansiosa pela próximas. Enfim adoro começar a segunda-feira de coração cheio:)

    beijinhos
    Vânia
    Vânia Duarte recently posted…Estás de dieta? 5 razões para guardares para ti.My Profile

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge