blogging,  Work

“Ao léu”

Hoje em dia é fácil encontrarem-nos na internet. Por nome, localidade, local de trabalho, amigos em comum, seja o que for.
Já “caí” nesta ratoeira das redes sociais e do Google e dessas coisas todas que me fazem sentir exposta, mas não acho que seja algo assim tão negativo como muita gente pensa.
O esforço que algumas pessoas que conheço fazem por proteger (leia-se esconder) a sua identidade na internet é semelhante àquele esforço que as mulheres fazem tantas vezes na praia quando uma onda particularmente grande ameaça roubar a parte de cima ou de baixo do nosso bikini giríssimo comprado de propósito para aquelas férias.
Também não estou a dizer que devamos abrir os nossos perfis a todo o público, mas não consigo pensar em nenhuma ameaça particularmente perigosa que justifique este medo generalizado.

Também conheço o reverso da medalha; pessoas que estão literalmente em todo o lado. Blogger, Linkedin, Flickr, Tumblr, Facebook, Twitter, etc., etc., etc. Mas estas são pessoas com algo a mostrar, com algo a dizer e, se assim é, apoio totalmente esta exposição.

A isto não se chama exibicionismo, chama-se construir uma marca pessoal (ou social branding). Já fiz alguns trabalhos sobre esse tema e continuo a achá-lo fascinante.

Nunca pensaram como é interessante quando uma pessoa que não é famosa é tão conhecida na internet pelo seu trabalho? (vá lá, não pensem em obscenidades) Isto deve-se ao seu poder de auto-promoção.
Isto tudo para quê? Porque estou a tentar decidir se hei de colocar um link para este meu blog no perfil do LinkedIn ou não. Que mal poderá ter? Certo?

Certo??

Então porque não me decido? Não é que ele esteja propriamente escondido e aberto apenas a utilizadores convidados… e também não tenho nada a esconder. Acho eu.

Mas já estou em tom de desabafo e também se insere neste tópico…

Porque é que tanta gente aqui na blogosfera tem medo de mostrar a cara? Não estou a julgar, mas gostava genuinamente de saber. Se é vosso caso, esclareçam-me por favor. Têm medo de ser reconhecidos na rua? Se eu reconhecesse alguém- que já aconteceu- fingia que não conhecia de lado nenhum. E o mais certo é não conhecer mesmo. Ver a vossa delicada fronha num computador ou num tablet não me dá o direito de vos ir falar. Nem a mim nem a ninguém.

Eu ando descansadinha. 🙂

7 Comments

  • Miss Murder

    Eu dou a cara e sempre dei, mas a lógica de não dar a cara é o poder do anonimato, principalmente, quando não mostramos quem somos não temos tantos entraves ao que escrevemos.

  • Rute Freitas

    Acho que é para poderem ‘desabafar’ sem serem reconhecidos xD

    O piolho é fantástico 😀 Ainda hoje de tarde estive lá na esplanada , acho que era das coisas que mais ia ter saudades na noite do porto !

  • Catarina

    Miss Murder: Sim, eu sei e compreendo, mas se tivermos medo que nos identifiquem por causa de algo que dissemos, ser´que foi boa ideia dizê-lo em primeiro lugar? A minha questão é essa.

    Rute: Que inveja! Eu sei que tenho imensas saudades, mas não é só do Piolho, é do Porto todo.

  • Pretty in Pink

    Olha eu vou te dar o meu exemplo. Tive um blog anteriormente em que mostrava fotos com a minha cara, dizia tudo sobre mim, e revelei obviamente a minha identidade. No que deu? Meio mundo perceber que eu tinha blog, e o que um dia tinha sido uma maneira de exprimir aquilo que realmente sentia (é mais facil faze-lo com estranhos certo?) não voltou a ser igual. Eu já não conseguia exprimir me de igual modo porque pensava sempre que tal pessoa nao ia achar piada de eu dizer aquilo dela…Por isso criei este blog à cerca de um ano, onde tenho algumas seguidoras (que entretanto se tornaram amigas) como amigas no meu fb particular, mas não quer dar a minha identidade exactamente por me sentir mais a vontade para dizer o que penso sem ter medo da opinião de tal pessoa.
    E depois também há outra razão. É que acho piada quando nao sei a identidade de determinada blogger e ficar a pensar (tal como num livro9 como será a pessoa…É mais giro do que demos logo tudo de mão beijada…mas pronto é a minha (longaaa) opinião =P

    Beijinho*

  • Eros

    A tua opinião é bastante perpicaz.

    Mas existem múltiplas e diversas razões pela qual muita gente não dá a cara. Aceitemos ou não, todo o Ser Humano tem várias Máscaras (uns mais que outros) e o blog pode ser uma ferramenta de TODO o tipo de reflexões terapêuticas sem o problemo de tais vicissitudes chocarem com o Mundo Real do Trabalho ou do Círculo de Amizade. Se o blog pode ser uma purga para muito do que nos habita e inquieta (por vezes), porque não ocultar a face no nosso agasalho para depois a descobrir completamente nos braços de quem adoramos?

    Assim penso, vivo e sinto.
    Posso estar enganado, mas também… quem é perfeito? 🙂

  • Catarina

    Pretty in Pink: obrigada por partilhares a tua experiência pessoal. É realmente interessante, mas talvez por nunca me ter acontecido nada parecido, não sinta essa necessidade. O que importa é que agora te sentes melhor com a identidade assim mais protegida. 🙂 Eu para já ainda me dou ao luxo de dizer certas coisas. Mais para a frente logo veremos. 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *