Sem categoria

Uma confissão acerca dos Óscares

Não sinto grande amor pelos Óscares. Aliás, ando bastante desiludida com o cinema dos últimos tempos. O que não quer dizer que não hajam excepções. Adorei As Serviçais (The Help) e achei que a Octavia Spencer mereceu o Oscar de Melhor Actriz Secundária. Lá por não gostar muito dos Óscares, não quer dizer que não esteja informada, não é? 😉

 Octavia Spencer
 O papel dela no filme foi espectacular e arrebatador, mas The Help também serviu para me “apaixonasse” mais um bocadinho pela Emma Stone. 

Para além disso, lembrou-me porque é que me apaixonei pelo jornalismo há alguns anos atrás. Com tanta porcaria que se faz e se escreve no mundo do jornalismo actual, é fácil uma pessoa esquecer-se do verdadeiro papel deste profissão (supostamente) nobre.

4 Comments

  • Eros

    Nem tudo o que Luz é Oscar… é o que eu costumo dizer.

    Mas enquanto Cinéfilo inveterado discordo sobre a desilusão com o Cinema actual. Aliás, os Oscars premiaram como melhor filme estrangeiro aquele que é para mim um dos melhores do ano transacto: o iraniano “A Separação”.
    Além do mais, é dos poucos anos em que concordo com a maioria das premiações: Scorcese mostra o verdadeiro potencial narrativo do 3D e “The Artist” é um filme sublime.

    Beijos

Leave a Reply

Your email address will not be published.