Escócia: um túmulo de guerra e um túmulo pré-histórico

Posted on

Como revelei como quem não quer a coisa neste post, estou a planear uma nova viagem para breve e, como não podia deixar de ser, ando toda wanderlust a ver coisas bonitas para visitar nessa próxima viagem, enquanto revisito também os álbuns de fotografias da anterior. Falo da viagem à Escócia, claro, que entretanto não houve mais nenhuma para fora do país. Sinceramente, estava a achar difícil haver outra ainda este ano, por causa da casa nova e tudo, mas os astros alinharam-se, I guess. 🙂

Mas voltando às fotos da Escócia que voltei a passar a pente fino como se as estivesse a ver pela primeira vez, bem, eu apercebi-me de que não falei de algumas coisas aqui no blog. Algumas vão ficar só para mim, mas outras gostava mesmo de partilhar aqui. Aliás, eu queria era ter a categoria de ‘Travel’ sempre actualizada, isso é que era! 😀

Hoje venho então falar-vos de duas paragens que fizemos na viagem por Inverness e pelas Highlands da Escócia. Ambas representam épocas diferentes, mas têm em comum o tema da morte.

Culloden Battlefield

Se já visitaram ou se algum dia visitarem Inverness, irão certamente reparar em diversas indicações e placas para Culloden. De facto, é uma das principais atracções perto de Inverness, não pela sua beleza (é um descampado, afinal de contas), mas pelo enorme peso histórico que teve para a Escócia.

Nesse campo travou-se uma enorme e determinante batalha em 1746, quando os Jacobitas (rebeldes que se incidiam violentamente contra o domínio britânico sobre a Escócia) defrontaram as tropas do governo Inglês. O objetivo principal dos Jacobitas era ter novamente um Stuart (um rei ou rainha descendente desta linhagem). A causa Jacobita durou anos, mas culminou neste campo e nesta batalha, onde foi aniquilada pelos britânicos.

Foi, portanto, neste campo, que um sonho escocês viu o seu final trágico e, com ele, a morte de milhares de soldados. Esta batalha foi tão sangrenta e tão causou tantas mortes, que os próprios sinais à entrada do campo pedem que os visitantes o tratem com respeito por se tratar de um cemitério de guerra.

Queres saber mais?

Culloden – The National Trust for Scotland
Battle of Culloden – Wikipedia

The standing stones of Clava Cairns

     

Hey, fãs do Outlander, sabem aquelas pedras em que a Claire toca e vai parar a 1743 (sim, em plena altura da rebelião dos Jacobitas)? Pois, não são estas, mas são do género!
Se, como eu, são fãs de História, não deixem de visitar pelo menos um local assinalado como “standing stones” se estiverem por estes lados. São bastantes as standing stones que se encontram na Escócia, mas então pelos lados de Inverness e das ilhas (como Orkney e Lewis) nem se fala.

Isto que aqui vos mostro e que tive o prazer de poder visitar numa das nossas últimas paragens por Inverness, são as Clava Cairns. As Clava Cairns são uma espécie de sepulcro, onde se colocavam os mortos ilustres desta altura, se não estou em erro (naquela construção circular no centro). As pedras erguidas desta forma, eram colocadas em volta do túmulo com uma ordem específica, embora hoje em dia nos seja difícil precisar a razão para assim ser. Há quem diga se tinha a ver com os astros, outros com os deuses, ou até com ambos.

Situadas numa bonita floresta aberta, as Clava Cairns possuem uma atmosfera de magia muito própria, como se a fé e a energia dos antepassados permanecesse neste lugar muitos milhares de anos depois de estes terem vivido e desaparecido do nosso mundo.

Sei que, em fotos, não parece muito impressionante, mas para quem possui uma enorme sensibilidade para estas coisas, sente-se uma onda de respeito e reverência a invadir-nos quando estamos neste local. Eu, pelo menos, sinto-me sempre incrivelmente afortunada por poder estar onde estes povos antigos viviam e desempenhavam as suas tarefas e rituais. Gostei particularmente de tocar na pedra e imaginar que, muitos milhares de anos antes de mim, uma daquelas pessoas tocou exactamente naquele local, quiçá até para empilhar as pedras até conseguir aquela construção.

Tocámos os dois na mesma pedra e… fui parar a 1743 como a Claire (Outlander). Ah! Lá estou eu a perder-me de novo no mundo dos livros e das séries. 😛

Existem cerca de 50 cairns deste género em Inverness e todos eles com a sua magia muito própria. Não estive em todos os 50, não, mas imagino que todos a terão.

Queres saber mais?

Clava Cairns – Undisclosed Scotland
Clava Cairn – Wikipedia

Mais posts sobre a Escócia?

Epiphanies on the way to Arthur’s Seat, Edinburgh
9 amazing things to do and see in Edinburgh in just 48 hours
Greyfiars Kirkyard Stories and Harry Potter History in Edinburgh
Arriving in Inverness, capital of the Scottish Highlands
Castles, Lochs and Mountains in the Scottish Highlands
The beauty of the isle of Skye
Leakey’s: a beautiful second-hand bookshop in Inverness
Scottish cows and unexpected waterfalls
Souvenirs: L’eau de Loch Ness e um achado de 1934

2 Comments

  1. Maria says:

    As fotografias estão fantásticas.
    Até parece mesmo que a paisagem envolvente está em sincronia com os respectivos monumentos.
    Espero poder vir a visitar qualquer parte da Escócia nos próximos anos.

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge