Found: a vegetarian book from 1916

Posted on

Há mistérios que só as casas antigas possuem e que guardam durante longos anos. Às vezes até durante séculos. É o que se passa com a casa da quinta da minha família, o Penedo, da qual já vos falei aqui.
Na semana passada, a minha tia descobriu por lá esquecido, atrás de um qualquer móvel que já não era arrastado há sei lá quantos anos, um exemplar de cozinha vegetariana de 1916! Ou seja, vai fazer 100 aninhos para o ano!

 photo data-livro-10916_zpsldhyqdxs.jpg

 photo menu-vegetariano_zpstqkey85k.jpg

Sabes que um livro é realmente antigo quando tem acentos de circunflexo em palavras como “almoço” e “Porto”.

 photo naturista-2_zpscmcc2cs8.jpg

O livro é engraçado, porque as suas páginas não trazem apenas receitas, mas também retratos de “naturistas” e “frugíveros” da altura.

 photo semi-frugivoro-do-porto_zpscdzjehgz.jpg

Outro aspecto que acho fantástico no livro é o facto de não apresentarem a dieta vegetariana como algo que deve ser seguido por toda a gente e o tom nunca é de superioridade contra nós, esses maldosos carnívoros, mas antes informativo. Aqui, o vegetarianismo é descrito como uma opção de cura de maleitas e de várias aflições de saúde. Creio que, nesta altura, não existiam testes de intolerância alimentar (estou correcta?), logo era difícil saber-se exactamente àquilo que se era alérgico ou intolerante, pelo que adoptar uma vida vegetariana era uma excelente opção (pelo que parecem querer alegar no livro, de qualquer forma).

 photo naturista_zpsox4s3gqj.jpg

 photo criancas-naturistas-tomar_zpstgm6btt0.jpg

Penso que, com as fotografias de crianças “naturistas”, o escritor queria mostrar que a dieta vegetariana era, de facto, para qualquer pessoa. Independentemente da minha preferência alimentar, acho sempre curiosas as crenças e as práticas de outras épocas distantes da minha.

Agora fiquei curiosa… que outros segredos e livros antigos e fascinantes é que estarão escondidos no Penedo? 😀

4 Comments

  1. Analog Girl says:

    Adorava poder ter uma casa velha com preciosidades dessas para desvendar. A minha família é toda lisboeta (raridade nestes dias), e apesar do meu avô e irmãos serem no Minho já não há resquícios desse passado.
    Se descobrires mais coisas partilha pf, isto é lindo !:)

  2. Joana Sousa says:

    Que mimo! É daquelas coisas que nos deixam sempre em modo “Viagem ao Passado” – sempre que remexi em casa dos meus avós tinha um momento desse. Tão bom!

    Jiji

  3. Inês Silva says:

    Eu também tenho um livro com 100 anos mas é de cozinha em geral, entradas, sopas, sobremesas, copa, como cortar uma vaca inteira 😐 tudo! gostei da receita de almôndegas de espinafres!

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge