Sem categoria

Em defesa da (gravidez da ) Carolina Patrocínio

Hoje venho aqui fazer uma coisa que nunca pensei fazer: falar da Carolina Patrocínio. Ou melhor, defendê-la.
Ainda no outro dia estava a tagarelar com uma amiga que apontou o facto da apresentadora da Sic nem parecer grávida, apesar de já estar de bebé há 7 meses. O nosso tom ao discutir este facto era de de elogio, não de reprovação.
Nem de propósito, hoje surge uma notícia no Diário de Notícias entitulada “Carolina Patrocínio em forma aos sete meses de gravidez”, que vinha acompanhada por este fotografia retirada do Facebook da Carolina:
A minha reacção? UAU!! :O Sete meses? Seriously?
Mas, ao que parece, nem toda a gente ficou muito bem impressionada. Quando comecei a ler os comentários fiquei quase chocada com a quantidade de opiniões negativas e reprovadoras. «Ainda me hão de explicar porque é que ela tem orgulho em quase não ter barriga! Que pessoa estranha! Saco de ossos!», «isto parece tudo menos saudável», «já não há grávidas como antigamente», são alguns dos comentários à notícia e nas redes sociais.
 
Mito nº 1: o exercício durante a gravidez faz mal ao bebé
Como é que é possível haver gente tão mázinha? E ainda há pior! Porquê ser assim, quando dá perfeitamente para ler no texto da notícia que «Carolina sempre foi fã de desporto e, mesmo grávida, não abdica de ir ao ginásio. Contudo, já garantiu que abrandou o ritmo desde que soube que ia ser mãe.»
Pronto! Case closed. Mas não…
Continua a existir um enorme preconceito relativamente ao exercício durante a gravidez, tal como há em relação ao sexo durante a gestação. Meus amigos, estamos em 2014, por isso já é tempo de meterem uma coisa na cabeça: o exercício faz bem SEMPRE; para grávidas, para não gestantes, para bebés, para crianças, adolescentes, adultos, séniors, etc. 
O exercício durante a gravidez faz muito bem, mas claro, tem que ser adaptado à condição de gestante, essa parte é bastante óbvia.
Mito nº 2: uma barriga grande é sinónimo de um bebé grande e saudável
Algures também vi uma comentadora que dizia “grávida que é grávida engorda pelo menos 25 kg.” Vinte e cinco quilos?? Ganhar todo esse peso é um atentado à saúde e acarreta vários perigos, incluindo ter diabetes gestacional.
 
De acordo com o site Babyzone.com (e muitos outros):

It is a common myth that big bumps mean big babies—and likewise, that a small bump means a small baby.

Ora bem. É perfeitamente normal que uma mulher com pouquíssima gordura abdominal- como a Carolina Patrocínio- tenha um ‘baby bump’ muito pequeno. Não se esqueçam que as barrigas das grávidas não têm só um bebé lá dentro. Têm gordura, músculos, órgãos, etc., e que toda a gente tem uma anatomia muito própria. A Carolina sempre foi magra, ainda por cima ‘malha’ no ginásio, por isso não seria de esperar outra coisa.
Mas não é a única! Lembram-se da Kate Middleton que esteve grávida no ano passado? A barriga quase nem se viu e só ficou maiorzinha já quase no final do tempo de gestação. E quem diz a Kate, diz muitas outras famosas. Vejamos:
Megan Fox, grávida de 7 meses
                                                       
fonte: Hollywoodlife      
Rachel Zoe: grávida de 9 meses

 

fonte: Hollywoodlife
Kate Middleton e Kim Kardashian: ambas grávidas de 8 meses.
Dois tipos de corpo diferentes com o mesmo tempo de gestação

 

fonte: Hollywoodlife
Eu nunca estive grávida nem estou a pensar engravidar, mas incomoda-me que a sociedade tenha uma única visão de como deve ser o corpo de uma mulher grávida, da mesma forma que odeio a percepção da sociedade do “corpo perfeita”, embora esta esteja lentamente a mudar.
Será por isso que surgiu toda a esta fúria direccionada a uma grávida em forma?
Agora que o estereótipo de mulher desejável está finalmente a mudar e já se começam a aceitar as curvas globalmente, será que procuramos subconscientemente outros alvos a criticar?
 
O que é que vocês acham disto tudo? Da Carolina, da polémica?…

20 Comments

  • Ju Figueiredo Silva

    Olha, de facto acho estranho uma barriga tão pequena, mas cada corpo é um corpo e se ela está bem de saúde e o bebé também não vejo porquê tanto alarido. De qualquer das formas não me importava de ter uma barriga mini quando decidir engravidar ahaha e ficar assim, magríssima! Mas opiniões à parte não acho piadinha nenhuma ao corpo dela, mas que é de invejar ser tão magra, óbvio que é! *

    • Catarina

      Era tão bom, não era? Só estar grávida na barriga (e pouco), sem ficar tudo inchado. Também não tem um tipo de corpo que eu inveje, mas dou-lhe imenso reconhecimento por se manter em tão boa forma. 🙂 *

  • Inês Brito

    Não me parece que ela faria alguma coisa que prejudicasse a gestação. Acho que a questão, neste caso, se trata mais de uma certa inveja no que toca à forma física dela, como tem acontecido desde sempre, do que propriamente preocupação com o estado de saúde do bebé, que deve estar ótimo, caso contrário ela não continuaria a levar o ritmo de vida que leva. A mentalidade nacional no que toca a estas questões só vai mudar, ou pelo menos atenuar-se, e não quero ofender com isto, quando determinada geração deixa de existir. E isto afeta, não só a opinião pública no que toca a assuntos destes, como outras tantas questões da sociedade portuguesa, como homossexualidade, transgéneros, racismo, demais preconceitos e até questões mais à parte, como política e outros assuntos que abrangem questões políticas e sociais.

    • Catarina

      Estou de acordo contigo, Inês. Acho que muita gente que comentou já deve ter estado grávida e, claro, não tinha um corpo assim. Eu também teria inveja, embora de uma forma mais positiva.
      Se ela estivesse a fazer alguma coisa que pusesse a saúde do bebé dela em perigo, duvido que o divulgasse nas redes sociais, nem que seja pelo sentimento de culpa.

      Cá em Portugal ainda não vi ou ouvi alguém a criticar uma pessoa extremamente gorda por estar grávida e não fazer exercício pela sua saúde. Dá que pensar.

  • Joana Campelo

    Este post esta muito bom !! A verdade é que acho que temos de ter mais cuidado mas gravidez nao é doença , nunca foi !! Como disse estamos em 2014 e nao em 1014 !! Por amor de Deus , gente , começem a pensar em olhar para cada um e nao para os outros *

    A barriga ainda tem tempo de crescer e normalmente so se da o pulo nos ultimos 2/3 meses de gestaçao !!

    Agora aproveito e peço para darem a vossa opiniao neste post é mesmo importante para mim 🙂
    http://essenciaispormartav.blogspot.pt/2014/01/2-joana-campelo.html

    Obrigada mesmo 🙂

    E adorei o post *

    • Catarina

      É isso mesmo, Joana. De certeza que aos 9 meses já vai ser completamente diferente.

      Já comentei, querida, muito obrigada pelo teu comentário e simpatia. :)*

  • Clênia Daniel

    Acho que o tempo passa e muita gente ainda continua a se incomodar com a vida dos outros e não a sua. A Carolina é linda e desperta inveja por ser tão segura de si em todos os aspectos da sua vida. Essa gente que critica esquece que o que ela está a fazer é a preparar melhor o seu corpo para receber o bebê e para depois que ele nascer, assim voltará a sua forma rapidamente, sem que nada disso prejudique a formação e saúde nem dela nem do bebê.

    Continue Carolina!! Parabéns pela excelente forma, estás no melhor caminho. Deixe as recalcadas de plantão queixarem-se da sua vida medíocre e acharem normal as estrias, varizes e todas as coisas desagradáveis que o excesso de peso implica para a mãe, para depois recorrerem a cirurgias plásticas, lipo e etc. Até parece que isso é que é normal nos dias atuais! Cambada viu?

    Parabéns pelo post!

    • Catarina

      Obrigada Clênia, pelo elogio e pelo comentário. 🙂
      Acho que se as senhoras que comentaram a notícia do DN com palavras tão negativas não devem ter tido a sorte de manter a elegância durante a gravidez e ficaram com inveja. Quem não ficaria? Como se costuma dizer “não é para quem quer, é para quem pode”. 😉

    • Catarina

      Obrigada, Raquel. 😀
      É mesmo. Nem sou de me pronunciar muito sobre este tipo de notícias, mas com esta não resisti. O que mais me custou ler nos comentários foi a quantidade de mulheres a dizer mal. As mulheres conseguem ser mesmo horríveis umas para as outras. :

  • Mara Almeida

    Adorei o teu post, aliás, adorei o teu blog!
    É incrível o quanto as pessoas conseguem ter a mente fechada e continuar a pensar como se vivessemos no século passado esquecendo-se que a medicina e a ciência têm mais razão do que qualquer mito!
    A Carolina Patrocínio tem um corpo invejável e preocupada com a saúde como ela é, acredito que tudo o que ela faz para se manter assim tenha o melhor fundamento no que toca à saúde do bebé!

    muitos beijinhos

    DresSale Giveaway on my blog
    talkingpickles.blogspot.com

    • Catarina

      Concordo a 100%! Também acho que um bebé é muito mais feliz quando a mãe também está feliz consigo enquanto pessoa. As pessoas esquecem-se de que, lá porque uma mulher é mãe, é também uma mulher e uma pessoa individual que não muda completamente por causa da maternidade. Se a Carolina já tratava do corpo antes de ser mãe, porque é que deve parar agora? Para ficar com a imagem que os portugueses tipicamente associam às mulheres que são mães?
      Não andamos aqui para agradar a outros, é o que eu acho.

      Obrigada, Mara, também já estou a seguir o teu Talking Pickles (adoro o nome! :D) Beijinho*

    • Catarina

      As pessoas parece que gostam de assumir o pior. A rapariga andava há que tempos a falar em ter bebés, claramente é algo muito desejado por ela (e pelo marido, suponho). Duvido que não esteja a ser devidamente acompanhada.
      Bj*

  • Milk Woman

    Sobre isto posso falar: fui uma grávida que só vestiu roupa de grávida aos 8 meses e não fazia o exercícoio que a Carolina faz. Acima de tudo, não há que criticar: cada uma tem o corpo que tem que reage da melhor/pior maneira a uma gravidez. Eu engordei 15 kilos ao fim da gravidez: dois dias depois tinha-os perdido e mais 3 quilos que pelos vistos estavam a mais. Nunca mais os recuperei e nunca fiz nada por isso. Ah sim, e nunca me senti menos Mãe por causa disso, que é o mais importante!!! 😀

  • Jéssica Sequeira

    Aliás, está comprovado que uma mulher que esteja habituada a fazer exercício físico não deve parar por estar grávida. seria preocupante se ela tivesse começado a frequentar o ginásio dessa maneira só depois de engravidar.

  • Joana Silva

    A Carolina é uma mulher maravilhosa, enpoderada e cheia de si… Vejo como desnecessarios algumas posições, mas fazer o que né gente? Quero ver se ela vai ter varizes, se cuidando tao bem assim.! Muita saude pra ela e pro bebe!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *