blogging

To blog or not to blog?

Já tinha saudades de blogar. Já não o faço aqui há muito tempo. A verdade é que tenho andado a gastar a minha criatividade blogueira no blog da Máxima (www.maxima.pt) e tenho tido pouca vontade de escrever sobre coisas mais pessoais. Não sei bem porquê, talvez porque com o passar dos anos tenha começado realmente a pensar na exposição exagerada que existe na internet. Podia tornar o blog privado, também é verdade, mas não quero fazê-lo. Afinal, tenho o poder de controlar o que escrevo e não escrevo. 🙂
Uma vez, já há muito tempo, dei-me ao trabalho de reflectir acerca da razão que me fazia escrever num blog, ainda para mais público e cheguei à conclusão que o faço para registar as diferentes fases da minha vida, mesmo que escreva apenas acerca de filmes, taras da altura, amigos, etc. E resulta. Parto-me a rir com coisas que dizia/escrevia/gostava quando tinha 16 anos (mas esse não vou mostrar, é mau demais. Fica só para mim. Ahahah).
Vejamos:
http://taxidermia.livejournal.com                                                    
http://pray4plagues.livejournal.com 
Podem achar estranho, mas eu acho que vale a pena. Os diários já não se usam, isto é o mais próximo que existe.

Legenda da foto: moi, age 16

Leave a Reply

Your email address will not be published.