Sem categoria

Pedaços do meu Verão- Parte II: viagem medieval

Toda a gente que me conhece bem sabe que há três eventos anuais que me enchem os olhos daquele brilhozinho que as crianças têm no Natal. Um é- precisamente- o Natal, outro é o meu aniversário e o outro e não menos importante evento é a Feira Medieval de Santa Maria da Feira.
Todos os anos, quando lá entro, sou outra pessoa. Ou melhor, sou mais eu. Aquele que vive fascinada pela época medieval, pelos cenários naturais verdes, com rios, castelos, tocadores de gaitas de foles, etc. O máximo que já lá estive foi doze horas e, embora este ano tenha só lá passado cerca de 6/7h, aproveitei cada bocadinho. Apesar de já ser bem crescidinha, por vezes não consigo evitar não conseguir separar a realidade da imaginação. E a Viagem Medieval em Terra de Santa Maria permite-me viver assim mesmo durante algumas horas. Adoro.

O maior burro que já vi.
peles

Aves de rapina e corujas

catapultas

acampamento

Camelos do acampamento mouro

Fortaleza dos mouros que ocupavam as terras D’el Rei

O meu irmão e companheiro paciente desta tarde.

E eu, que não podia estar mais feliz na Feira Medieval.

Pessoas caracterizadas.

Das melhores caracterizações que vi.

Castelo de Santa Maria da Feira

Sítio perfeito para descansar um pouco.

Na Feira Medieval anda-se bastante. O castelo visto daqui parece tão longe!

Espetáculo dos Jabardeus antes do jantar.
Jantar delicioso e bem medieval aqui.
E ainda consegui fazer um pequeno vídeo para poderem ver quão fixes são as lutas!
 
Para o ano faço questão de voltar, sem dúvida nenhuma, e espero sinceramente que a Feira Medieval de Santa Maria nunca deixe de acontecer. 
Pronto, o meu aniversário e a Feira Medieval já passaram, agora só falta o Natal.

2 Comments

  • anokas

    Nunca fui à feira medieval de Santa Maria da Feira, mas pelas tuas fotos, parece tão fixe e deve dar a sensação de que estamos mesmo nos tempos medievais. As caracterizações, o castelo, tudo como na época medieval. 🙂

  • Catarina

    Sim, ma sé que dá mesmo! Tens que lá ir um dia. Se não for a esta, pelo menos à de Sines que me parece ser igualmente boa e com semelhante dimensão. 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published.