my photos,  photography,  Porto

Photoshoot: an afternoon in O’Porto

A Catarina foi uma das primeiras pessoas a responder ao meu desafio fotográfico em que me propus fotografar pessoas que quisessem (até 15, no máximo) para treinar o que aprendera no curso de fotografia.
Tinha-a conhecido no Bloggers Camp que eu co-organizei e no qual ela participou com o seu blog, o A Girl in Mint Green. Simpatizei imediatamente com as duas meninas qe foram juntas do Porto a Sintra para o nosso evento (a Catarina e a Joana), primeiro por serem realmente muito simpáticas, depois por serem do Porto e de não ter como não gostar de fellow portuenses. Nada parcial, eu sei. 😉

A sessão de fotos da Catarina calhou no meu regresso ao Porto desde há – pelo menos – um mês e meio. Os últimos tempos foram tão cheios de acontecimentos (e de férias) que parecia que não conseguia arranjar um fim de semana para ir a casa. Então, a aproveitei e até tirei alguns dias de férias para poder ficar de quarta à noite até domingo. Escusado será dizer que me soube pela vida.

Mas voltando à photoshoot.

Como vos disse no post sobre a sessão da Isabel, gosto sempre de saber o que a pessoa espera em termos de resultados. Peço-lhes que partilhem comigo as suas inspirações fotográficas mais aproximadas daquilo que pretendem para deixá-las satisfeitas no final.
No caso da Catarina, ela tinha uma ideia muito simples e concreta do que queria: algo também simples e que fosse sobre ela a passear nas ruas do Porto. Assim fizemos. Marcámos a sessão para exactamente uma semana atrás e lá fomos nós, num dia de calor atípico no Porto, (re)descobrir algumas ruas e ruelas que iam desaguar na Ribeira.

Como ainda estou a aprender (e aprendo cada vez que pego na máquina fotográfica), há horas do dia em que não me é muito fácil fotografar. Neste caso, as fotos foram tiradas entre as 15h30 e as 17h, altura em que o sol está muito forte, muito alto no céu e faz sombras não muito bonitas. Mas, apesar disso, creio que conseguimos contornar essas dificuldades na maioria das fotos e saí desta sessão cheia de novo conhecimento em como ultrapassar obstáculos que não controlo, como o tempo. Se no caso da Isabel o problema era o vento que fazia tremer a objectiva, na sessão da Catarina foi o sol. E é tão importante sentir estas dificuldades e aprender com todas elas. 🙂 É mesmo por isso que lancei este desafio fotográfico; também a pensar em mim e na minha aprendizagem contínua no campo da fotografia.

Mas, fora o sol, fotografar a Catarina foi maravilhoso! Não podia ter contado com um modelo mais paciente, sorridente e sereno. E espero que ela goste do resultado final. 🙂

Convém acrescentar (mais uma vez) que as fotos que publico no blog não têm a resolução máxima por uma questão de alojamento (cujo espaço é limitado), mas que já enviei as fotos com boa resolução à minha modelo, por isso não se preocupem. 😉 Eheheh.

A próxima sessão será já este domingo se tudo correr bem. 🙂

9 Comments

  • Joana Sousa

    Tão bonitas! A modelo saiu-se muito bem e a fotógrafa também – confesso que acho aquela 5ª foto um amor, a Catarina ficou tão linda! E de facto conseguiste contornar muito bem a questão do Sol, as fotos estão mesmo bonitas! Parabéns às duas!

    Cant’t wait for mine ahah ** (e obrigada pela referência, é recíproco! :D)

    Jiji

  • Catarina Coelho

    Ohhh adorei ler este post Catarina <3 Obrigada!

    E gostei mesmo muito da nossa sessão e acho que conseguiste contornar na perfeição o problema do sol! Até a mim me fazia confusão, tinha de fechar um pouco os olhos… E apesar de parecer serena, por dentro estava um pouco intimidada pela objectiva 😛
    Fiquei muito feliz de poder participar no teu desafio e contribuir para a tua aprendizagem!
    Vais ter imenso sucesso, eu sei 🙂
    Beijinhos*

  • Isabel

    Tão gira 🙂
    As gaijas do Nourte são MESMO as mais bonitas 😉

    Parabéns às duas, senti-me “em casa”, acompanhada por uma guia-turística que realmente transmite beleza, calma e simpatia. Parabéns às Catarinas!

    Venha a próxima, que já estou curiosa!

    Beijinho,

    • Marta Chan

      Nepia as moças do sul são as mais giras porque são as mais bronzeadas (ai mãe se a Ana Garcés lê isto hehe)

      Catarina do blog tas lhe a dar bue na fotografia, noto uma grande evolução desde há um ano e tal, quando comecei a seguir o Joan of July. Parabéns!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *