mejores doctores en América Dapoxetina elección de plan de seguro médico
12 In personal

10 conselhos para ultrapassares um dia (muito) mau

Há dias assim… Dias em que já acordamos mal humorados ou que simplesmente começam com tudo a correr mal, uma coisa atrás da outra. E depois, claro, também existem dias que começam de forma perfeitamente normal, mas que se vão estragando à medida que as horas passam, quer seja porque recebemos más notícias, porque alguém nos irrita ou se calhar a nossa irritação pode nem ser nada mais que um efeito secundário da TPM (no caso das mulheres).
Seja como for – e se se depararem com um dia assim – não dêem logo o dia como perdido. Parecendo que não, muita coisa pode mudar no espaço de poucas horas.

Caso contrário, há muita coisa que podem fazer para melhorar o vosso humor. Estes são os meus 10 conselhos para pôr em prática quando temos um dia particularmente mau. Comigo resultam muitíssimo bem (ainda que não façam milagres), por isso espero que vos sejam úteis também! 🙂

1. Procura inspiração no Pinterest

Podia sugerir-vos ver vídeos de gatinhos no Youtube como se não houvesse amanhã, mas como vos falo por experiência e o Pinterest funciona melhor comigo, levam com o Pinterest. 😛
Quando estou irritada/com a neura, ajuda-me imenso ver coisas que me inspiram e acalmam, tais como decoração de interiores, inspirações fotográficas para futuras sessões, DIYs e cortes de cabelo que me inspirem a alguma mudança num futuro próximo. Não sei como explicar-vos de outra forma, mas este pequeno exercício é verdadeiramente terapêutico para mim.
Por vezes, pelo meio de um dia bem feio, sabe bem ver coisas bonitas. É tão simples quanto isto.

2. Revê os teus sucessos

Esta é boa! Há dias – horríveis – em que duvidamos de nós mesmos, achamos-nos um falhanço e tudo o que fazemos nos parece básico e sem nada de especial. Eu tenho dias destes (mais dos que aquilo que estou disposta a admitir), mas também tenho uma boa solução. Face à insegurança e auto-dúvida, nada como ir revisitar os nossos sucessos! Podem ser um post do nosso blog (quem o tem) do qual nos orgulhamos tremendamente ou podem ser trabalhos realizados por nós e que nos enchem de orgulho também. Quando me sinto em baixo, visito o meu portfolio de fotografia para me lembrar que até faço algumas coisas bonitas, vejo as fotos do Bloggers Camp (evento que organizei com grandes amigas e que correu melhor do que aquilo que alguma vez imaginei) e os trabalhos que fiz para a NatusPurus. Isto só para dar alguns exemplos.
Se há altura em que devemos ser um bocadinho vaidosos e até narcisistas é nos dias maus!

3. Distrai-te

Mantém-te ocupado! É um conselho cliché, mas não é por isso que deixa de ser útil. Enterra-te no teu trabalho, responde a emails acumulados, limpa a casa, não interessa! Faz alguma coisa activa que não deixa espaço nem tempo para te auto-massacrares a pensar nos problemas.

4. Recorre à terapia musical

Não, a terapia musical não é uma “cena”. Acho eu. O que quero dizer é que a música é terapêutica (tal como o Pinterest!). Eu não faço nada sem música, nem muito menos conseguiria sobreviver a um dia mau sem ela! Eu sei que nem toda a gente é maluca das playlists como eu, mas não precisam de ser. Não é por acaso que o Spotify tem playlists já feitas e com os mais variados temas. Só precisam de ir a Browse > Genres & Moods > Mood e escolher, por exemplo, uma das seguintes playlists:

  • TPM (que específico e… touché!) – uma playlist que não contraria a mood
  • Inspiração – música bonita e inspiradora para se sentirem mais bem dispostos.
  • Feel Good Indie – música upbeat para vos roubar um abanar de ombros e cabeça inesperados em jeito de dança na cadeira do escritório.
  • Happy Hits – não precisa de explicação, né? 🙂
  • Just smile – até porque sorrir faz sempre bem!Se ja estás numa fase em que música alegre já não funciona e precisas de dar uma boa choradela:
  • Melancholia
  • Life Sucks

5. Faz exercício

Argh… eu sei, odeias pessoas moralistas que te mandam fazer exercício. Olha, junta-te ao clube! Mas considera esta vez uma excepção. Prometo que não vou falar dos benefícios óbvios do exercício, excepto o facto de nos ajudar a acalmar e a dormir melhor. Ontem, por exemplo, estava com a neura e não me apetecia muito ir ao ginásio. Mas forcei-me a ir só por estes dois motivos. E… não é que resultou? Às vezes para nos livramos do mau humor e das más energias, tudo aquilo de que precisamos é de descarregar! Não nas pessoas de quem gostamos ou em perfeitos desconhecidos que não têm culpa nenhuma do nosso humor de cão, mas nos pedais de uma bicicleta, numa passadeira ou apenas através do esforço do nosso corpo apenas e só!

6. Refugia-te na natureza

Eu sei que nem toda a gente tem essa possibilidade, mas se vivem no campo ou na cidade, mas perto de um parque natural, aproveitem e dêem um longo passeio pelo meio da natureza. O meu refúgio aqui em Lisboa ora é o Parque de Monteiro-Mor ou a Quinta das Conchas. No Porto, o Palácio de Cristal, o Parque de São Roque ou o Parque da Cidade.

7. Mima-te

Sim, estou a falar de um spa caseiro improvisado. E porque não? A mim faz-me sempre sentir bem tomar um longo banho quente ou um banho de imersão (quando estou no Porto e tenho banheira grande) com muitas bolinhas de sabão, revistas e – porque não – um copo (daquilo que quiserem). Queria dizer que bebia champagne no banho, mas por acaso nunca o fiz. I ain’t no Oprah.
Outra coisa que me faz sentir renovada é passar um creme ou óleo com um cheiro maravilhoso pelo corpo todo, logo a seguir ao banho. Recomendo este e este. Sinto-me logo outra e muito, muito mimada.

8. Alimenta a alma (com muitos doces!)

Sei bem que parece estranho encorajar tal coisa quando acabei de vos sugerir que façam exercício. Eu cá não acho nada estranho! Se fizeram exercício para se livrarem da negatividade, têm uma folga para os docinhos. Não vou ser hipócrita ao dizer que não se devem abrir excepções. Bullshit. Se estou triste e/ou irritada, presenteiem-me com chocolate ou umas boas gomas e fico logo outra pessoa. Juro que resulta! Às vezes o mal é fome, mesmo que “fome” seja só vontade de comer algo doce e reconfortante (comfort food, anyone?).

9. Abraça a tristeza

E quando nada funciona? Acontece, sabes… Se tudo o resto falhou é porque precisas de te permitir umas horas (ou o resto do dia) para te sentires miserável. Às vezes, chorar faz bem. É como transpirar quando fazemos exercício, mas neste caso é a tristeza e a frustração que saem de dentro de nós. Deixa as lágrimas cair pela cara, ouve músicas tristes (ver acima no tópico da música umas sugestões), vê séries como se não houvesse amanhã e dorme muito. Amanhã é outro dia e vais acordar com outra disposição depois de deitares para fora tudo o que estava aí retido.

10. Faz planos e desabafa com alguém

Pode ser para a noite do teu dia mau, para o dia seguinte ou mesmo para o próximo fim de semana. Não é importante. O que importa é fazer planos para teres algo bom e positivo a que te agarrar nos próximos dias, que serão certamente muito melhores.

Tens amigos? Tens família? Colegas de trabalho? Vizinhos com quem te dás bem? Então não estás sozinho! Cada pessoa lida com os problemas à sua maneira; há quem queira ser deixado em paz e sossego a curtir a sua neura em isolamento e há quem queira e precise de desabafar. Pega no telefone, escreve uma mensagem, fala no chat do Facebook, Whatsupp, whatever, ou escreve só para ti! Se tens um blog, cuidado com o que publicas… Não vale dizer mal do chefe, do vizinho de baixo ou da amiga que te deixou pendurada. Pensa antes de publicar. Se estás muito irritada, escreve, mas não publiques logo; guarda como rascunho. Quando estiveres mais calma, relê e avalia se vale a pena publicar.

Conclusão

Creio que já perceberam onde quero chegar com isto, mas se não, eu explico: há sempre algo que podem fazer para se sentirem melhor e para ultrapassarem um dia mau, quer seja contrariar o sentimento negativo ou abraçá-lo temporariamente até que desapareça. Como disse, cada pessoa lida com os problemas à sua maneira e nem todos os dias maus são iguais.

A ideia deste post surgiu precisamente porque acordei hoje (e ontem) em “dia não”, mas a verdade é que em poucas horas tudo pode mudar! Ora porque recebemos uma boa notícia, ou porque nos dão um elogio que nos faz sentir bem, ou até porque recebemos um email de que não estávamos à espera e nos trouxe algo bom em que pensar ou uma resposta já há muito esperada.

Nunca se sabe o que pode acontecer. O vosso dia (mesmo o dia mau) é cheio de possibilidades. Não o desperdicem nem acreditem por um segundo que nada bom vai acontecer.

Espero que vos tenha ajudado de alguma forma e que se lembrem de algumas destas dicas num futuro dia não. 🙂

You Might Also Like

12 Comments

  • Reply
    Joana Sousa
    12/01/2016 at 11:17 PM

    Que post tão bom, Catarina! Tenho uns quantos dias assim de vez em quando – e a TPM é mesmo sacana comigo! Para mim, confort food e exercício. Opostos, eu sei, mas é o que funciona comigo. E eventualmente abraço a má disposição e vou dormir. Que amanhã seja melhor! 🙂

    Jiji

    • Reply
      joan of july
      15/01/2016 at 4:04 PM

      Obrigada, Joana! 😀
      Não acho assim tão estranho, comigo é igual! Funcionam e complementam-se. Já para não falar, que o exercício ajuda a apagar parte da culpa por comer doces que nem devia. Ahahahha

  • Reply
    daniela
    13/01/2016 at 12:48 AM

    Bons conselhos.:) Muitas vezes refugio-me nas inspirações, nas séries e ataco na comida (a pior parte, já que depois fico logo arrependida).
    Uma boa noite de descanso e pensar que amanhã é outro dia também ajuda muito.

    beijinhos,
    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    • Reply
      joan of july
      15/01/2016 at 4:03 PM

      É verdade, Daniela. A certeza de que amanhã será outro dia e que temos oportunidade de o viver de outra forma é muito reconfortante. 🙂

      Beijinhos!

  • Reply
    Catarina
    13/01/2016 at 1:37 AM

    A mim dá-me para me encharcar em doces! Especialmente porque por aqui, nos dias menos bons, nem a net me safa :p De qualquer das formas, uma conversa com amigas, mesmo que seja para um bocadinho de rant também me ajuda muito 😉 Beijinhos*

    • Reply
      joan of july
      15/01/2016 at 4:01 PM

      Doces e amigas ajudam logo! Um rantzinho de vez em quando é muito saudável, Cat. 😉 **

  • Reply
    Sophie
    13/01/2016 at 5:55 PM

    Ora nem mais, optimo conselhos 🙂

    xoxo,❤
    http://www.wordsofsophie.com

    • Reply
      joan of july
      15/01/2016 at 4:01 PM

      Obrigada, Sophie! <3

  • Reply
    Ana Couceiro Pires
    14/01/2016 at 6:20 PM

    Pinterest, gomas e cuidar de mim num dia mau fazem maravilhas… 🙂 É bem verdade Catarina.

    • Reply
      joan of july
      15/01/2016 at 3:51 PM

      Como é possível que as gomas sejam mágicas nestas situações? Sabemos como são feitas (mais coisa menos coisa), mas esquecemos-nos de tudo, mal chega um destes dias. Ahahahhah

  • Reply
    Secret Santa: a revelação (parte II) e quatro projectos nacionais - personal / lifestyle /DIY
    15/01/2016 at 9:07 PM

    […] numa ‘emergency box‘ que construímos para emergências aka. dias maus em que precisamos destes […]

  • Reply
    Marta
    12/02/2016 at 9:39 AM

    Bom dia
    Dia mau = enrolar no sofá sossegadinha e pensar…
    Porque sou positiva por natureza no dia seguinte tudo parece melhor. Como já sei como lido com as coisas é este o meu truque.
    Claro que nem sempre tenho esse tempo, mas nem que seja quando vou dormir, funciona.
    Beijinhos
    Marta

  • Leave a Reply

    CommentLuv badge