out and about,  photography

Fábrica Abandonada em Valada (e a magia dos locais abandonados)

Há algo que me atrai nos edifícios abandonados. Não sei bem se é o aspecto do abandono em si, se a cuirosidade pela história por detrás dele, se bem que nunca a descubro.
Quem segue este blog, é capaz de já ter visto fotos da minha visita ao Edifício Panorâmico do Monsanto, um dos edifícios abandonados mais conhecidos de Lisboa. E hoje venho partilhar novamente imagens de uma visita mais recente a outro local abandonado, desta vez, uma fábrica.

No dia 29 de Agosto, um dos dias do festival Reverence Valada, fomos explorar as redondezas logo a seguir ao pequeno-almoço. Ainda faltava muito tempo para os concertos do dia começarem, por isso inventámos a nossa própria actividade.

Já tínhamos passado por esta fábrica no ano passado e tínhamos ficado com o bichinho da curiosidade. Sabíamos que seria uma visita obrigatória no ano seguinte (este ano), por isso nem hesitámos!

 photo fabrica-abandonada-blog_zpsotnay60f.jpg
A exterior da fábrica

A entrada pela porta principal não foi propriamente fácil, uma vez que não abria completamente e estava enferrujada, mas nada que não se conseguisse com a força da motivação.

E aqui está o interior da fábrica!

 photo inside2-blog_zpsegtroowm.jpg

 photo interior-fabrica-blog_zpsw9zvzmdq.jpg

 photo sofa2-blog_zpswqbyzspp.jpg

 photo sofa-blog_zpsg2igxor8.jpg

 photo abandoned-blog_zpsbagtuwgp.jpg

 photo detail2-blog_zpsghtji1l3.jpg

 photo arquivos-blog_zpsdjrek1gv.jpg

Abri (com o pé) uma destas pastas e vi registos de 1995, só para vos situar temporalmente nos últimos anos de funcionamento desta fábrica.

 photo corredor-blog_zpsndud9nrl.jpg

 photo tree-blog_zpsncxaf3li.jpg

 photo bird-blog_zpsjilmocwu.jpg

 photo structures-blog_zps79gctijv.jpg

 photo empty-bottle-blog_zpsuc810qut.jpg

 photo racoes-ribatejo-blog_zpsq5xy21mo.jpg

O decifrar do “mistério”: esta fábrica seria então a fábrica da Ribatejo Rações!

 photo for-sale-blog_zpsh8mcryiy.jpg

 photo vende-se-2-blog_zpsrmzixyl4.jpg

 photo boot-blog_zps1lghfyyu.jpg

 photo papers-blog_zpsiqxbiopc.jpg

Já fora da fábrica, nas imediações, encontrámos alguns animais amistosos.

 photo goat-blog_zps89rj2gad.jpg

 photo donkey-blog_zps6a7y4zed.jpg

 photo horses-blog_zpsqwelzxst.jpg

 photo snails-blog_zpshcv4sfhd.jpg

Mas a fábrica não é o único edifício abandonado desta zona, podendo ser observados muitos outros , como é o caso deste abaixo que não faço ideia do que terá sido.

 photo outside-blog_zpsbj0wmdie.jpg

 photo nests-blog_zpsgnqsfnvt.jpg

 photo valada-blog_zpspj0ibmce.jpg

Acho que, após esta visita, percebi mais um bocadinho sobre o que me atrai nos locais abandonados. E é tão simples como:

  • Gosto de procurar por pistas para poder situar temporalmente a altura entre o funcionamento do local e o seu abandono;
  • Gosto de observar as suas divisões e imaginar para que serviriam e o que seria lá feito na altura em que ainda funcionava;
  • Gosto de me aperceber do poder na natureza e do tempo na arquitectura do homem; ver que lá dentro cresce vegetação selvagem, que diversos animais se apoderaram do edifício e que mesmo as estruturas mais fortes vão sofrendo com o passar do tempo;
  • Gosto de procurar por evidências recentes da passagem de outras pessoas por lá.

E vocês? Gostam deste tipo de visitas? Também vos atraem os edifícios abandonados? Conhecem mais na zona do Porto ou Lisboa? 😀

11 Comments

  • Analog Girl

    Eu adoro edifícios abandonados, esses pontos que mencionas são também os meus maiores “motivadores”, mas tenho de acrescentar mais um: eu adoro poder inventar histórias sobre o que se poderia ter passado ou não. Vejo uma mansão abandonada da minha casa e roo-me de curiosidade de a poder conhecer (já inventei tanta história), mas está tão bem defendida que é impossível pensar em entrar. Aposto que tb ias delirar! 🙂

    • joan of july

      Uau, minas? Really? :O
      Adorava ir conhecê-las! Parecem-me ser realmente um sítio interessantíssimo para fotografar. 😀

      • Vanessa

        Não sei se te fica propriamente perto ou não, mas mesmo que um dia passes por lá, há umas minas perto das Ermidas do Sado, as minas do Lousal (http://www.lousal.cienciaviva.pt/home/) e recentemente abriram uma das antigas galerias para que os visitantes pudessem ir lá dentro. A visita geral para conhecer a mina dura 2h e tem um custo de 5€, vale bem a pena! 😀

  • Vanessa

    Quando era mais nova, costumava ir com o meu pai ver casas abandonadas, em grandes herdades, algumas até eram ao estilo de palacete… um máximo, portanto. E adorava! Todas tinham uma história, importante ou não, e os objectos que ficavam para traz tinham um tempo na história ou um significado qualquer pela forma como foram deixados.
    Realmente conhecer esses lugares é sempre como aprender algo novo 😀

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *