personal

Teste de ADN: as minhas origens étnicas

Desde que os kits de ADN caseiros começaram a aparecer que sempre pensei em fazer um. Algures no tempo perdi o entusiasmo simplesmente porque assumi que o resultado seria pouco interessante em termos de diversidade de etnias. Será que sou 100% portuguesa ou, sequer, lusitana? Já tenho os meus resultados e estou pronta a partilhá-los convosco!

Durante toda a vida senti que, na história das minhas origens e nas da minha família, haveria mais do que aquilo que conhecemos. Antigamente, os registos eram mais escassos e o contacto com a família que emigrava era mais difícil de manter, ao contrário do que acontece hoje em dia graças às tecnologias e até às redes sociais.

Não sei muito sobre os meus familiares antes dos meus avós. Tenho parentes vivos que se lembram os dos bisavós, mas nunca me deram muitas informações sobre as suas origens, muito menos dos que vieram antes deles. Do lado da família da minha mãe, por exemplo, nunca conheci ninguém para além dos meus avós maternos e de uma tia-avó, irmã da minha avó.
Ou seja, em termos de resultados de ADN, qualquer coisa podia acontecer. Claro que, antes do teste de ADN, eu tinha os meus palpites sobre quais seriam as percentagens e as etnias. Vou partilhar convosco.

O meu palpite inicial (antes do teste de ADN):

  • 86% Ibérica → nasci em Portugal e a família que conheço também, pelo que seria lógico.
  • 13% Italiana → Romanos na Península Ibérica and whatnot.
  • 1% Africana → o berço da Humanidade, am i right?

Os verdadeiros resultados do teste de ADN

Vou agora partilhar convosco os resultados do teste que fiz.

teste-de-adn-my-heritage
As minhas origens étnicas segundo o teste de ADN do MyHeritage

Europa do Sul

  • Ibérica → 57%
  • Italiana → 12.7%
  • Grega e Italiana do Sul → 3.7%

Europa Oriental

  • Europa de Leste → 7.7%

Norte da Europa e Europa Ocidental 

  • Escandinava → 4.9%
  • Irlandesa, Escocesa, Galesa → 1.5%

África

  • Norte-africana → 11.1%
  • Nigeriana → 1.4%

Comentários pós teste de ADN

Confesso que fiquei espantada por ter tanta diversidade de etnias! Fascinante mesmo. Por outro lado, não acho minimamente impossível ou difícil de acreditar, uma vez que tudo se concentra na Europa (faz-me sentido) e no Norte de África (Marrocos, Algéria, Tunísia, Líbia e Egipto). A etnia mais origem étnica mais estranha que me deu no teste foi mesmo Nigéria e nem imaginam o divertimento que a minha percentagem nigeriana já me proporcionou. Pena não ter herdado a melanina para não me queimar tão facilmente ao sol! 

Agora que sei que sou 1.4% nigeriana sinto-me mal por não ter ajudado o príncipe da Nigéria quando ele me enviou um email lá para 2009 a precisar de dinheiro… coitado.

Mas de volta aos resultados. Quando partilhei no meu Instagram que tinha feito um teste de ADN e que estava à espera dos resultados, lancei uma questão a quem quisesse responder: 

Se tivessem que adivinhar partes da minha etnicidade, quais seriam os vossos palpites? As respostas mais frequentes e algumas das mais originais foram:

  • Escocesa / Irlandesa / Celta (4)
  • Nórdica / Escandinava (3)
  • Médio Oriente / Israelita (2)
  • Hispânica e Escandinava
  • Russa

Não sei quanto a vocês, mas eu acho isto tudo absolutamente fascinante. Já pensaram alguma vez em fazer um teste de ADN para descobrirem as vossas origens étnicas? O que acham que vos calharia na rifa genética? 🙂

2 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *