O 10º aniversário do Joan of July, um piquenique no bosque e muitas reflexões

Posted on

Faz uma semana semana desde este dia, desde que o Joan of July celebrou 10 anos de existência. Caramba, o meu blog tem DEZ ANOS. Está na altura de reflectir um bocadinho sobre isto e de partilhar convosco as fotos do aniversário-piquenique do 10º aniversário do Joan of July.

O piquenique-aniversário

Quando pensei pela primeira vez em fazer alguma coisa para celebrar os 10 anos de Joan of July, lembrei-me automaticamente da Quinta das Conchas e de fazer um piquenique. Nunca pensei noutro sítio que não este, porque a Quinta das Conchas é um lugar muito especial para mim, mas guardarei essa declaração de amor por este cantinho perto de cada para outro post.

Ainda hesitei bastante antes de me comprometer em organizar esta pequena celebração, porque – sendo muito honesta – tenho muitas vezes o ímpeto de celebrar coisas, pequenas vitórias e acontecimentos da minha vida, mas depois começo lentamente a desvalorizar o acontecimento e acabo por não fazer nada.

Desta vez, fiz de tudo para silenciar essa vozinha irritante que tenho dentro de mim e fui em frente. Afinal, também não tinha intenção de fazer nenhum festival dedicado ao aniversário do blog, só mesmo um pequeno encontro com amigos e com algumas das pessoas que conheci e que mais me inspiraram na blogosfera e que fui conhecendo ao longo dos anos.

Desta vez tinha que acontecer e eu sabia que, se optasse por não seguir em frente com esta celebração, me arrependeria – possivelmente – para sempre.

Então, um dia, deixei-me de coisas e fiz o evento, convidei as pessoas, encomendei um bolo à Ana Couceiro (a mãe dela faz bolos incríveis, bonitos e deliciosos!) e pronto! As coisas começaram a acontecer.

Comigo, no dia 29 de Setembro, tive a sorte de ter comigo o meu amor, amigos próximos de fora da blogosfera e as melhores pessoas que a blogosfera me trouxe. Não estiveram todas presentes, mas sei que quem não esteve tinha compromissos importantes e que este comigo, de outra forma, neste dia. Sei quem elas são e que me querem bem, como eu lhes quero a elas.

O piquenique, em si, decidi que não seria numa das zonas mais óbvias da Quinta das Conchas, que são aquelas zonas relvadas junto às entradas principais. São espaços com um solo mais fofo e confortável, mas eu sempre imaginei o piquenique de aniversário do Joan of July numa zona que se assemelhasse mais a um bosque, então, na semana anterior, andei a tentar descobrir o melhor spot para fazermos o piquenique. Afastámo-nos das entradas e mergulhámos mais na parte da “mata” da Quinta das Conchas, à sombra das árvores, sem prédios ou outras pessoas à vista.

Foi, sem dúvida, o local perfeito para esta nossa pequena celebração.

Mas voltando às pessoas, quero então agradecer a presença dos Pedros, da minha JD, das minhas partners in crime do Bloggers Camp, a Ana e a Cat, da inspiradora Susana (Bless Woman Boutique), da sempre simpática Rosária do Armazém de Ideias Ilimitada, da minha incrível Martinha viajante, da querida Lúcia que encontro quase todos os meses nos imperdíveis encontros do Creative Mornings e da minha outra partner in crime, mas do Blogging for a Cause e do projecto Páginas Salteadas, a Andreia Moita.

Gostei tanto de vos ter comigo neste dia que foi tão especial para mim. Nunca vos saberei explicar o quanto.

E este foi o bolo que encomendei à Ana Couceiro. 🙂

Não é lindo? O meu único pedido especial foi que tivesse um raminho de alfazema por cima, mas a mãe da Ana subiu a fasquia com um toque de mirtilos, perpétuas roxas e macarons. Até senti o coração apertadinho quando tive que “estragar” o bolo para o cortar de tão lindo que estava… Mas o sabor compensou! Por fora era coberto por mascarpone com subtis rascas de lima e, por dentro, era de maçã e gengibre, dois sabores que achei que casavam perfeitamente com a ocasião e com a altura do ano, o início do nosso bonito Outono.

E para além deste bolo tivemos ainda direito à minha nova fruta favorita – mangostão, vindo directamente de Luanda -, mais bolos, bolachinhas e coisas docinhas, limonada e outras bebidas refrescantes.

Piquenique sustentável e ecológico!

E como somos super conscientes, não houve nada descartável a ser usado! Usámos os copos, pratos e talheres que costumamos usar no Bloggers Camp, comprados no Ikea (é a gama KALAS, se estiverem interessados) e sempre reutilizáveis. No final, deixámos tudo tão limpo como quando chegámos e nem eu permitiria outra coisa. A Quinta das Conchas é como uma segunda casa para mim aqui em Lisboa e passo lá imenso tempo, pelo que quero sempre que esteja nas melhores condições possíveis. 🙂

 

Isto são os tais frutos de que vos falava e que se chamam mangostão. São deliciosos!

O primeiro post do Joan of July

Durante o piquenique surgiu a questão do primeiro post que alguma vez escrevi no Joan of July e daquilo que mudou, em termos de conteúdo, por aqui. Pessoal, existe um arquivo na barra lateral do blog! Podem explorá-lo à vontade. 😛

O meu primeiro post de sempre foi este, intitulado Journey. Nele, eu escrevi que tinha acabado de criar mais um blog (não era o meu primeiro nem sequer o meu segundo); mal sabia eu que seria “o” blog da minha vida.

Nessa altura, tinha acabo a minha licenciatura e estava, à falta de melhor adjectivo, perdida. Não sabia o que fazer a seguir: se continuar a estudar (e o quê), se procurar emprego (mas onde e com que experiência?). Vivia dividida entre Porto-Lisboa e sempre em conflito interno comigo mesma. Foram tempos complicados, mas nunca infelizes. Aprendi e cresci muito nessa altura, comecei a partilhar casa, comecei um mestrado, tive os meus primeiros empregos…

O Joan of July acompanhou os meus últimos 10 anos, tanto o meu crescimento pessoal como o profissional, e é tão bom poder ver o meu próprio blog como um repositório de memórias da minha vida, como se se tratasse do ‘Pensieve‘ de Hogwarts que o Harry Potter e o Dumbledore usavam.

Porém, se quiserem mesmo ver como a minha vida era diferente nessa altura, vejam só estes tesourinhos:

Um simples olá ou o que e que eu ando a fazer nesta vida
Updates-da-vida-100000000000/
Quase mestre
Dreams and Rainbows and Sunny Days
On top of the world
My babe’s birthday + future hopes and dreams
I got to get this out of my system

Hoje em dia realmente não dá exactamente para pensar a longo prazo, pois não? Nunca sabemos onde vamos estar amanhã; os empregos não são para sempre- como antigamente- e, se forem como eu, andam a saltar de plataforma em plataforma como num jogo do Super Mario.

– Catarina, 2011

Das melhores coisas que a Blogosfera me trouxe nos últimos 10 anos

Não podia dar este post por terminado sem falar das melhores coisas que me aconteceram desde que criei – e por ter criado – este blog.

a ler:

1. As amizades

Já muito escrevi sobre as amizades da blogosfera e não me quero repetir muito, mas volto a sublinhar: comecei muita gente genuína por causa da blogosfera, gente com quem formei projectos e/ou amizades na vida real. Isso é, sem dúvida, o melhor de TUDO.

a ler:

2. O Bloggers Camp

O meu projecto sobrevivente mais antigo e tão especial que criei com a Ana e com a Cat em 2015 e que ainda existe e recomenda-se!

3. O meu livro

Tenho perfeita consciência de que me foi dada a oportunidade de publicar o meu livro – Licenciei-me… e agora? – através de uma editora porque já tinham visto textos meus no blog e porque sabiam que já tinha uma pequena comunidade de leitores fiéis. Sei que isso é, hoje em dia, muito valorizado e, por isso, estou grata a este meu cantinho e a mim, que sou eu que o mantenho, não é verdade? 🙂

4. O Blogging for a Cause

O evento 100% solidário que organizo em conjunto com a Andreia, a Helena, a Vânia e a Joana. Foi criado no ano passado e estamos neste preciso momento a organizar a 2ª edição, que terá lugar no dia 1 de Dezembro (2018). Tal como acontece com o Bloggers Camp, tenho muito orgulho neste projecto!

5. Empregos/trabalhos como freelancer/workshops

Isto já começa a parecer o post que escrevi no ano passado sobre os meus side-jobs, por isso vou manter este top 5 muito breve. Por causa do blog, ganhei muito em termos de SEO, de Personal Branding e de reconhecimento, quer na internet, quer fora dela. Quando vou a uma entrevista de emprego, as pessoas já sabem como escrevo. Para além disso, ganhei vários trabalhos como freelancer por causa do trabalho que faço com este blog, na área da escrita e da fotografia. Os workshops vieram por causa do Bloggers Camp, que também veio por causa do blog. Não é incrível o poder que um blog pode ter, também, na nossa vida profissional?

a ler:

E é assim que concluo este post de gratidão e de reflexão destes 10 anos de Joan of July. Já se passou uma semana desde que os celebrei e ainda estou a processar, acreditam?

Obrigada, mais uma vez, a todos os que estiveram presentes e aos que, mesmo não estando, me enviaram palavras tão bonitas! Significam muito para mim, acreditem!

Continuam a acompanhar-me nos próximos 10 anos? 🙂

4 Comments

  1. Inês says:

    Muitos parabéns, que venham mais 10 🙂

  2. Andreia Sécio says:

    Parabéns Catarina. Deves sentir-te orgulhosa mesmo. És muito talentosa e tenho a certeza que o teu esforço será sempre recompensado com muito sucesso.

  3. susana rodrigues says:

    Uma mulher cheia de talento, determinação e consistência! Muitos parabéns novamente e foi mesmo um enorme prazer poder ter estado por lá neste fim-de-tarde tão especial. Um grande beijinho, Susana Cristina

  4. Lucie Lu says:

    Querida Catarina,

    Que privilégio poder celebrar os teus 10 anos de blogue.
    Foi de facto uma tarde muito bonita e deliciosa!!
    Cá estarei para te dar os bons dias uma vez por mês e alinhar em maluqueiras.
    Ainda temos de combinar a nossa sessão. Ando aqui com umas ideias…

    Até breve.
    Um grande beijinho,
    Lucie

Leave a comment

Your email address will not be published.

CommentLuv badge